Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Noticias

Sesc Araraquara realiza o ciclo Do 13 ao 20: (Re)Existência do povo negro

Programação conta com bate papo, oficinas

| ACidadeON/Araraquara

Programação conta com diversas atividades voltada a (Re) Existência do povo negro (Foto: divulgação/Pixabay)
O Sesc Araraquara realiza neste mês de novembro o ciclo de atividades Do 13 ao 20 (Re)Existência do povo negro, disponibilizando ao público ações artísticas, reflexivas, experimentais, formativas e gratuitas.

O dia 13 de maio de 1888 marca a Lei Imperial nº 3.353 que sancionou a extinção do sistema de produção escravista no Brasil, porém não previu nenhuma medida que garantisse emprego, educação e meios de sobrevivência para os ex-escravizados libertos. Dia 20 de novembro é a data da morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida em 1695, e marca a celebração de todos os palmarinos, sua capacidade de organização, planejamento, luta e solidariedade aos negros e não negros. Em 2003, com a aprovação da Lei 10.639, que instituiu o ensino da História e Cultura Afro-Brasileiras nas escolas, a data foi incluída no calendário escolar como o Dia Nacional da Consciência Negra.

Na unidade, a temática será abordada dialogando com as crianças e toda a família. Na ocupação Omo Erê: passeando pelas Áfricas no Brasil, com o Coletivo Dúdú Badé, elementos naturais e da cultura africana e afro-brasileira enfeitam o espaço, proporcionando diversos percursos pelo imaginário do público, na intenção de desvendar, construir e envolver, estimulando os sentidos.

Tem também a oficina Redescobrindo nossos Tesouros: da África para o Brasil, uma "caça ao tesouro" em que as moedas de ouro são os mais diversos elementos pertencentes à cultura africana e afro-brasileira. Palavras, curiosidades, musicas e brincadeiras relacionadas com elementos na natureza (como se faz em África). Nosso pote de ouro ao final do arco-íris é representado pela diversidade da desmitificação cultural do continente africano. Já "Pássaros mágicos e sabichões", com a atriz e contadora de histórias Giselda Perê, histórias de diferentes povos tradicionais africanos narram as aventuras e sabedorias de diferentes tipos de pássaros e suas relações com as pessoas do povoado.

Do 13 ao 20: (Re)Existência do povo negro

Omo Erê: passeando pelas Áfricas no Brasil
Com o Coletivo Dúdú Badé.
Sábado (16), às 14h. Tapete de Leitura. Grátis. Livre.

Redescobrindo nossos tesouros: da África para o Brasil
Com Coletivo Dúdú Badé.
Domingo (17), às 14h. Convivência Externa. Grátis. Livre.

Pássaros mágicos e sabichões
Com Giselda Perê, atriz e contadora de histórias.
Quarta-feira (20), às 11h30. Convivência Externa. Grátis. Livre.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON