Aguarde...

ACidadeON

Voltar

colunistas e blogs

Jogamos como Ferroviária na casa do nosso maior rival

"Seo" Geraldo é torcedor afeano no meio de poucos, chupador de laranja e morador do bairro São Geraldo

| ACidadeON/Araraquara

 

Ferroviária vence a primeira e na casa deles... (Foto: Beto Boschiero/AFE)

Não poderia ter sido melhor ter vencido o clássico Bota-Ferro, ainda mais dentro da casa deles. A Locomotiva deu aula de futebol no estádio Santa Cruz e venceu com sobras o Botafogo por 2 a 1, conquistando a sua primeira vitória no Paulistão e quebrando um incomodo tabu de não ter vencido eles desde o nosso retorno à elite, em 2016. 

O nosso meio-campo foi um diferencial a parte, com Tony desencantando, desarmando até sombra e deu um passe açucarado para Maurinho, outro que se destacou por todos os lados do campo, para fazer um golaço no primeiro tempo, mostrando que a noite seria grená. 

Tentaram uma reação com o gol de Ednei, empatando o jogo, mas a comemoração não durou muito, pois Elton implementou um peixinho, quase da pequena área, e colocou a Ferroviária à frente do placar. Ele não comemorou. Respeitamos. Mas nós comemoramos e muito diante de mais de 6 mil botafoguenses.  

Julinho se tornou Julião na ala esquerda, substituindo o machucado Arthur, apagando a má atuação na Vila Belmiro. PH é um pulmão que faz o afeano pulsar durante o jogo: acredita em todas, assim como acreditamos nele. Tadeu foi o de sempre, um TaDeus. Claro que houve falha de comunicação no gol oportunista deles, mas a defesa no chute de fora da área de Rafael Costa mostrou que seria bem mais difícil a bola entrar por aqui. 

A crescente da Ferroviária acontece e o treinador Vinícius Munhoz tem muito a ver com isso. O plano e o sistema de jogo se mantém, independente de qual adversário for. A criatividade surge com as mudanças que se faz no decorrer da partida, seja para suprir o cansaço ou mudar a situação do jogo. 

Agora, o papel tem que ser nosso. É de fundamental importância o apoio da torcida e da cidade para que a Locomotiva  continue a todo vapor, rumo(!) a mais uma vitória.  A primeira em casa vem, assim como veio a desta segunda. 

Me despeço tomando o meu delicioso guaraná Jaboti, pois começou a dar um novo paladar por aqui. A laranja fica para depois. 

*"Seo" Geraldo é torcedor afeano no meio de poucos, chupador de laranja e morador do bairro São Geraldo. Coincidência no nome? Acho que não.