Vinicius Munhoz comanda uma possível reviravolta afeana

A Ferroviária agora se lança na disputa à classificação para o mata-mata, com Vinícius no comando conhecendo cada vez mais o seu elenco

| ACidadeON/Araraquara -

Vinicius Munhoz, técnico da Ferroviária (Foto: Tiago Pavini/Ferroviária)
No último sábado (04) a Ferroviária iniciou o segundo turno com outra vitória sobre a Caldense. Porém, dessa vez o jogo foi em Araraquara e o único gol do jogo foi marcado por Michel, aos 12 minutos do segundo tempo.
 
Como na última vitória, o elenco da Ferroviária ainda está se acostumando com o seu novo treinador, enquanto Vinícius Munhoz está conhecendo as características específicas dos jogadores.
 
No último jogo, a Locomotiva manteve o seu estilo: uma pressão pós perda de bola, um contra-ataque reativo e um uso constante de cruzamentos dos laterais e pontas para Michel marcar pela equipe grená.
 
A principal novidade na vitória foi a entrada de Vinicius Oliveira (e não de Rafael Luiz) na lateral direita no lugar de Jeferson, suspenso após terceiro cartão amarelo. Com ele no time, a Caldense via mais oportunidades de atacar por lá, supondo que por ser mais jovem, o lateral não suportasse a pressão.
 
Porém, Vinicius atuou com segurança na lateral direita e foi muito bem quando foi exigido, tendo um bom desempenho defensivo e acertando o cruzamento que originou o gol solitário do encontro.
 
Outra novidade não-tão-nova foi a volta de Michel ao comando de ataque grená, já que Victor Rangel, titular em alguns jogos, também estava suspenso. Como resposta, o centroavante de 33 anos marcou e se isolou como artilheiro afeano na competição, com cinco gols. 

Vale ressaltar que o atacante vinha perdendo a posição de titular pela sua "má fase". Além disso, sem marcar desde o dia 30 de abril (derrota contra o Real Noroeste), o atacante estava há três jogos sem balançar as redes. "Eu costumo fazer uma meta: não posso ficar mais do que três jogos sem fazer gol, se fico eu não durmo, já quero treinar excessivamente".
 
Para o próximo jogo, fora de casa contra o Pouso Alegre, a Locomotiva contará com um desfalque importante: suspenso e lesionado, Carlão não estará presente no próximo jogo. Gustavo Medina, que estreou na Série D no último embate, provavelmente será titular.
 
É importante citar que o zagueiro sofria com alguns problemas de bastidores e, por isso, não vinha sendo utilizado com Carpini no começo do Campeonato Brasileiro da Série D. 

Por último, um ponto a ser citado é que todo aquele murmurinho de que a empresa holding que comanda a Estrella Galícia provavelmente se concretizará nas próximas semanas, já que a transição de S/A para SAF foi concluída e anunciada na última sexta-feira (03). 

Agora, com a vitória conquistada em solos araraquarenses, a Ferroviária se aproxima do G4 do grupo A6 e vai em busca da classificação para o mata-mata, algo que é esperado por muitos torcedores.
 
A tabela pode complicar a Locomotiva, que visita o vice-líder do grupo no próximo sábado (11). O time do Pouso Alegre, comandado por Paulo Roberto Santos, já se mostrou um problema para a Ferroviária, basta ver agora como Vinícius Munhoz lidará com esses adversários que já venceram a equipe grená.
 
A Ferroviária agora se lança na disputa à classificação para o mata-mata, com Vinícius no comando conhecendo cada vez mais o seu elenco. O comandante grená não descartou eventuais contratações, mas ele sabe o potencial que pode extrair desse elenco atual, sem contar com reforços.