Aguarde...

O que esperar do reencontro entre Ferroviária e Bangu

A partida de hoje (21), contra a equipe carioca, marca a estreia de Paulo Roberto Santo na Fonte Luminosa, no sexto dia dele como treinador da Ferroviária

| ACidadeON/Araraquara

Ferroviária vence o Bangu, por 3 a 1 (Foto: Assessoria Ferroviária)
 Hoje (21), a Ferroviária entra em campo, novamente contra o Bangu, mas dessa vez na Fonte Luminosa, para tentar se manter na liderança do Grupo A7. Contudo, se a derrota vier e Cabofriense, FC Cascavel e Mirassol triunfarem em seus confrontos, a Locomotiva pode até terminar a rodada fora da zona de classificação para a próxima fase. Mesmo que o torcedor não queira, a Série D é uma competição extremamente disputada.  

A partida de logo mais, contra a equipe carioca, marca a estreia de Paulo Roberto Santo na Fonte Luminosa, no sexto dia dele como treinador da Ferroviária. São seis dias como técnico de um clube que já teve cinco treinadores no ano. Mas enfim... Com menos de uma semana, o tempo de trabalho ainda é curtíssimo, não sendo possível exigir nada muito autoral por parte do Paulo Roberto para o jogo de hoje. Mas, fica a curiosidade se o treinador promoverá alguma mudança no time titular em relação aos últimos jogos. Sinceramente, eu acredito que não. Até porque, Paulo Roberto, que já disse não gostar da "modernidade" do futebol, deve ser adepto da máxima de que em time que se está ganhando, não se mexe.

Na Ferroviária, tem funcionado o meio-campo com Nando Carandina, Dener e Tony, com boa capacidade para recuperar a bola e fazer o time transitar em velocidade para o ataque. O primeiro gol da Locomotiva contra o Bangu, marcado por Tiago Marques, começou de uma roubada de bola de Dener, que desarmou Juliano, volante da equipe carioca. Além disso, o encaixe promovido por Leonardo Mendes e mantido por Paulo Roberto, em que Fellipe Mateus circula da direita para o meio-campo, liberando o corredor lateral para a ultrapassagem de Lucas Mendes, tem sido fundamental para a produção ofensiva da Locomotiva. Não à toa, dos três gols marcados pelo Bangu, dois deles saíram pela direita.

O que foi embora para nunca mais voltar é a construção da fase ofensiva desde o campo de defesa, com protagonismo dos defensores na organização coletiva do time com a bola. A troca de passes dentro do próprio campo de defesa não vai mais acontecer, para a tristeza de poucos e alegria de muitos.

Do lado do Bangu, não tem informação sobre uma possível volta de Caio Cézar no time titular, atacante que foi desfalque na última partida. Entretanto, Felipinho, que foi seu substituto, foi o principal jogador do time carioca na última partida. Será que Trindade, portanto, vai perder a posição? Além disso, o time do Bangu, que tem pouquíssimo repertório ofensivo, conseguiu criar problemas para a Ferroviária do lado esquerdo do seu ataque, principalmente depois que Fabão substituiu Matheus Salustiano. No mais, a demora na recomposição defensiva de Fellipe Mateus, e as carências defensivas de Lucas Mendes, que tem dificuldade nas situações de 1vs1, facilitaram para o ataque do time de Moça Bonita.

No mais, assim como foi na última partida, a Locomotiva continua como favorita para o confronto contra o Bangu. Em campo, devem estar: Saulo; Lucas Mendes, Matheus, Max e Bruno Recife; Nando Carandina, Dener e Tony; Fellipe Mateus, Branquinho e Tiago Marques. O mesmo time da vitória por 3 a 1.
 

Transmissão: a partida será transmitida pela CBN Araraquara (95.7), a partir das 17h. A bola rola às 18h.

Mais do ACidade ON