Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Carnaval

Conheça a história do bloco de carnaval Petit Phuá

Com o objetivo de divertir foliões de todas as idades, o bloco abre a programação de rua de Araraquara

| ACidadeON/Araraquara

Conheça a história do bloco de carnaval Petit Phuá (Fotos: Redes Sociais)
O Carnaval só começa na próxima semana, mas o bloco Petit Phuá realiza sua festa neste sábado (15), com concentração a partir das 15h30, no Parque Infantil. O cortejo às 17h30, com roteiro dentro do parque. 

De acordo com o produtor cultural e um dos organizadores do bloco, Weber Fonseca, a folia acontece na parte interna do Parque para que crianças e adultos possam pular o carnaval com segurança.  

"É muito precioso pra gente que possam participar pessoas de todas as idades, em especial crianças. Neste ano teremos uma ala só com crianças. Além da ala dos mais velhos, que fiz pensando na minha mãe, que sempre amou muito o carnaval e que me colocou no carnaval. Nos últimos anos percebi que começou a desaparecer essa possibilidade dela viver esse tipo festa. A vivência nos carnavais de Recife e Olímpia me fez ver que o carnaval é para todos e é isso que quisemos trazer para Araraquara", conta.   

Bloco Petit Phuá vai para as ruas neste sábado (15), a partir das 15h30 (Fotos: Redes Sociais)
Como tudo começou
Com o nome de Petit Phuá, uma brincadeira entre as bolinhas do estilo Petit Poá e o Fuá do carnaval, o bloco surgiu no ano de 2014, mas foi apenas em 2017 que ele ganhou as ruas. O primeiro cortejo foi nas ladeiras de Olinda, um batismo para dar sorte.  

"Reunimos um grupo de sete amigos, fizemos nosso standard e subimos as ruas, brincando com as bandas de outros blocos e reunindo pessoas que também estavam vestidos de bolinha para fazer parte do bloco. Foi lá que reencontrei o carnaval na rua, com pessoas de todas as idades, fantasiadas e brincando livremente. É um carnaval gratuito e muito participativo.", conta Weber.  

Em 2018 o grupo realizou seu primeiro cortejo em Araraquara, o grupo que começou pequeno ganhou corpo e no ano seguinte já contava com 400 participantes e uma banda ao vivo.     

Crescimento dos blocos
Para Weber, os blocos crescem de maneira interrupta em cidades como Recife, Olinda, Rio de Janeiro e São Paulo.  

"Nós também estamos assistindo isso em Araraquara. Temos alguns blocos permanentes, como o Cordão da Luz divina, que antecede o Petit na cidade. No ano passado entrou para o roteiro o bloco três é amor e da diversidade. Acho que isso está ligado com uma sensibilização das pessoas, com a importância das festas públicas, onde a pessoa pode festejar gratuitamente", destaca. 

Para quem quiser participar da folia, o produtor passa algumas orientações. "Venham com muita alegria para a rua, venham vestidas com fantasias seja qual for lembrando que nosso motivo é Petit Poá, então as pessoas podem vir de bolinha, seja blusa, saia, lenço ou tiara. O importante é colocar uma roupa divertida e despida de qualquer preconceito", finaliza. 

A festa deste sábado contará ainda com barracas de bebidas e comidas, feitas pelo Lar Escola Rita Maria de Jesus, e uma banda formada por músicos da cidade.

Mais do ACidade ON