ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Em busca de cidadania, mutirão leva uma série de serviços para a Penitenciária de Araraquara

Cerca de 1,6 mil detentos participam durante toda essa semana da 3º edição da Jornada da Cidadania e Empregabilidade

| ACidadeON/Araraquara

Jornada da Cidadania e Empregabilidade na Penitenciária de Araraquara (Foto: G1 Araraquara)
 
"Eu trabalho com seres humanos. Pessoas que erraram, fizeram um mal para a sociedade, mas precisam de uma chance e esse o nosso foco. Queremos trabalhar para que o indivíduo se regenere e segue inserido novamente na sociedade", diz Rodrigo Ronchi Redivo, diretor da penitenciária de Araraquara, durante a solenidade que marcou a 3º edição da Jornada da Cidadania e Empregabilidade, que acontece durante toda essa semana, na Penitenciária de Araraquara.

A jornada é uma semana voltada a serviços básicos como regulamentação de documentos, palestras motivacionais, educacionais e serviços de saúde. Todos os 1,6 mil detentos que se dividem entre a Penitenciaria e o Centro de Detenção Provisória (CDP) são atendidos.
Rodrigo Redivo, diretor da Penitenciária de Araraquara (Foto: Willian Oliveira)

"A jornada tem também o objetivo de abrir as portas da detenção para que novos parceiros possam conhecer o local e desenvolver projetos. Precisamos do envolvimento da sociedade neste trabalho", diz Redivo. O diretor se refere, por exemplo, a empresas, que queiram firmar parcerias para empregar detentos.

"Temos que dar condições para quem quer retornar para a sociedade melhor", reforça Redivo.

E é isso que o detento Daniel dos Santos, de 33 anos, está buscando. Preso por roubo há quase dois anos, ele diz que a jornada é mais uma oportunidade para o crescimento dentro da unidade. "As palestras são muito boas e são mais uma oportunidade de se aperfeiçoar", reforça.
Detentos participam de mutirão para regulamentação de documentos (Foto: Willian Oliveira)

Já o detento João Alberto Langer, 49, está preso há quatro anos por tráfico de drogas. Ele já participou outros anos da Jornada, mas desta vez pretende fazer um exame de vista, para trocar os óculos. "Leio bastante, sou pastor aqui dentro, procuro evangelizar os companheiros e levar a palavra de Deus", disse.

"A Jornada é uma ação importante para dar mais cidadania e ajudar no processo de reintegração à sociedade", finaliza Langer.


Veja também