Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Fiéis lotam igreja para celebração do Dia de Santo Antônio

5.500 pedaços de bolo serão vendidos ao longo do dia; tradicional pãozinho abençoado também marca celebração

| ACidadeON/Araraquara

 

Fiéis fazem orações diante da imagem de Santo Antônio

A igreja de Santo Antônio, na Vila Xavier, em Araraquara, amanheceu lotada nesta quarta-feira (13) para a celebração do dia do padroeiro. Fiéis vieram de vários pontos da cidade para assistir as primeiras missas da manhã, comprar o tradicional bolo e, claro, levar o pãozinho abençoado, distribuído pela igreja. Ao longo do dia ainda terá missa às 12h, 15h, 17h e 19h.

"Hoje é um dia de lembrar os grandes feitos que Deus realizou através da intercessão deste que se tornou instrumento dele no mundo. Santo Antônio se tornou reflexo da vida de Jesus nas verdadeiras obras que marcaram e marcam a vida daqueles que desejam, de fato, ser imitação de Cristo", disse o padre João Paulo Raimundo da Cruz.

Dona Agda Maria da Silva, de 76 anos, saiu de casa antes das 7h. Mesmo com dificuldades para caminhar, fez questão de assistir a missa. "Não posso faltar nenhum ano. Sou muito grata por tudo que ele fez na minha vida. Casei por causa dele", lembra ela, que hoje é viúva.
 


Além de sua história, devotada a fé, e dos milagres atribuídos a ele, Santo Antônio também é conhecido como o santo casamenteiro. Diz a tradição que o solteiro que come o bolo logo encontra um amor.

"Tô levando uns 6, mas não é pra mim. É pra ver se desencalho minhas irmãs", brincou o estudante universitário Adauto Marciano, que foi para a igreja junto com a mãe e uma tia.

"Ele transmitiu a fé em meio a tantas heresias. E o homem pode vencer e se achegar mais a Deus. Ele trouxe alegria para os desesperados, que buscavam nele um refúgio. Santo Antônio também ganhou a fama de um santo que consegue a graça do casamento. Com a oração e a fé, ele fazia com que as mulheres conseguissem casar e com isso valorizar o sagrado laço do matrimônio", lembra o padre João Paulo.

Pão e bolo


Ao final de cada missa os fiéis fazem fila para pegar o pãozinho abençoado. Milhares serão distribuídos ao longo do dia. Eles são doados por empresas e fiéis e por isso a quantidade é desconhecida, mas é o bastante para todo mundo, garantem os organizadores. Cada fiel pode levar até seis pães.
"Esse pão eu não vou comer. A gente coloca ele dentro do pote de arroz para que Deus e Santo Antônio abençoem nosso alimento todos os dias", disse dona Amélia Brogna.

Já o tradicional bolo é vendido a R$ 3 e o dinheiro é revertido para a sobras assistenciais e de manutenção da igreja. Esse ano são mais de 5.500 pedaços. O bolo tem cerca de 1.300 quilos. De acordo com as voluntárias foram utilizados mais de 1.500 ovos e 180 quilos de farinha para a confecção da gostosura.


Veja também