Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Queimadas crescem 36% em Araraquara e afetam saúde dos moradores

Foram 252 focos de incêndio nos primeiros seis meses de 2018; não chove na cidade há mais de 50 dias

| ACidadeON/Araraquara


Quase todos os dias o portal A Cidade ON Araraquara registra uma grande queimada que consome terrenos ou até mesmo áreas verdes na cidade e incomodam demais os moradores. Só no domingo (09) foram dois grandes incêndios, um no Selmi Dei, que começou no final da manhã e outro na Avenida Miguel Couto, na região da Vila Sedenho.  

Infelizmente esses registros estão cada vez mais comuns e o Corpo de Bombeiros tenta atender ao maior número possível de chamados, mas nem sempre a corporação dá conta da demanda que é muito maior do que o efetivo destacado para esse tipo de trabalho.  

Só em junho, de acordo com os bombeiros, o número de queimadas na cidade cresceu 36% se comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 123 focos contra 90 em junho de 2017.  

De janeiro até junho, foram 252 incêndios que além dos danos ambientais prejudicam e muito a saúde dos moradores. A Prefeitura afirma que atua no combate a essa prática e diz que está multando donos de terrenos sujos que colocam fogo para fazer limpeza.  

Quem tem problemas respiratórios sofre ainda mais já que Araraquara está sem chuva há mais de 50 dias. "As crianças têm alergia e não dormem direito. Fica complicado. A gente não pode colocar fogo numa mata, se tem risco a gente tem que ir na prefeitura reclamar", disse a dona de casa Elaine Viana Ribeiro.  

Prefeitura, Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros fizeram um plano de prevenção e combate às queimadas. "É feito um trabalho desde o início do ano tentando detectar os terrenos, com base nos dados do ano anterior, para verificar se estão com mato baixo ou se não há acúmulo de lixo que pode servir de combustível. Temos que combater os focos de incêndio.   

Então entra o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, usinas, Daae, enfim, há uma parceria de todos os órgãos para fazer frente às queimadas", afirmou o secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, João Alberto Nogueira Júnior.

Bombeiros atuam para combater queimada no Selmi Dei na tarde de domingo (09)
 

Fiscalização

De acordo com o município a repressão a essa prática criminosa em aumentado. "O proprietário que não mantém o seu terreno limpo e livre de entulho e de mato ele pode ser multado a partir de R$ 530, dependendo do tamanho do terreno", disse o agente da Defesa Civil Luiz Dell Acqua.

Os moradores também têm que colaborar, mantendo terrenos limpos, descartando o lixo nos bolsões da cidade e não ateando fogo em mato. "Uma simples bituca de cigarro, mesmo que não seja proposital, já é suficiente para causar um grande incêndio", afirmou Nogueira Júnior.  
 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também