Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Macaco 'morador do Marivan' leva choque ao andar entre fios elétricos

Animal está na praça há dois meses; veja o vídeo do incidente

| ACidadeON/Araraquara

 
O macaco que está morando na Praça do Rotary, que fica próximo à Mauricio Galli, também conhecida como Praça do Marivan, em Araraquara, levou um choque elétrico na tarde da última terça-feira (11). Ele foi flagrado andando em meio aos fios quando ocorreu uma descarga elétrica.

Segundo testemunhas, o animal chegou a desmaiar, mas logo acordou e fugiu. Os moradores tentaram ajuda-lo, mas não conseguiram. O Corpo de Bombeiros foi acionado e também tentaram captura-lo para levar para um lugar mais seguro, mas a ação não obteve sucesso.

O macaco está morando na praça há dois meses. Já foi flagrado várias vezes por moradores e é a população quem alimenta o animal.     

Em nota, a Prefeitura de Araraquara informou que devido ao incidente com o poste de energia, o Corpo de Bombeiros colocou uma armadilha na intenção de capturar o animal e verificar se houve algum dano a sua saúde. A ideia é fazer a soltura do animal em alguma área verde que possua as mesmas características do córrego. 

"A unidade de Gestão de Fauna do Daae informa que está fazendo o monitoramento do animal junto ao Corpo de Bombeiros e a moradores voluntários da região. O animal está em seu habitat natural, na margem do córrego Marivan, que inclusive abriga inúmeras espécies. O problema é que a população ofereceu alimento ao animal, que criou um mau hábito e passou a frequentar as proximidades da praça", diz a Prefeitura.
 

Macaco leva choque em praça de Araraquara
O biólogo Adalberto Cunha explica que nesta época do ano, onde o tempo está mais seco, é normal animais silvestres se deslocarem para áreas mais urbanas. "Inclusive pelo desenho de Araraquara, a praça em questão é próxima à represa e outras matas e por isso, seria de fácil acesso ao animal", diz ele.

Lembrando que os animais silvestres não são domésticos. O doméstico já está acostumado a viver perto das pessoas, como os gatos, cachorros, galinhas e porcos, entre outros. Já o animal silvestre foi tirado da natureza e reage à presença do ser humano. Por essa razão, tem dificuldades para crescer e se reproduzir em cativeiro. Ter um macaco em casa, por exemplo, é crime.



Veja também