Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Centro de Referência Afro está elaborando uma cartilha contra injúria racial

Projeto será lançado na semana que vem e a ideia é que em 2019, o material seja distribuído na cidade

| ACidadeON/Araraquara

Claudenir Carlos Pereira, vice-presidente Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo

O Centro de Referência Afro de Araraquara está construindo uma cartilha contra a injúria racial. O protocolo de lançamento deste projeto será no próximo dia 28 de novembro em parceria com a Prefeitura, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil e Polícia Militar. A previsão é que o material seja lançado em maio do ano que vem com o objetivo de combater o racismo em todas as esferas da sociedade.  

"A ideia é mostrar o micro poder do racismo. Nós conhecemos o racismo que se manifesta de forma grotesca, nas novelas, nos campos de futebol, casos que ganham destaques na mídia. Mas há muitos e muitos casos na vida do negro, todos os dias e é para combater estes casos que a cartilha deve servir. O objetivo foi desenvolver um material para combater essa injuria racial", diz o cientista social Claudenir Carlos Pereira, vice-presidente Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo e voluntário no Centro de Referência Afro.  

Segundo ele, o negro passa por situações de preconceito no dia-a-dia, mas muitas vezes isso está velado, em atitudes que diminuem e desvalorizam as pessoas. "Nossa intenção é conscientizar sobre o preconceito, mostrar que ele existe e o que é, para então construirmos uma cidade mais igualitária", enfatiza.  

O lançamento do Cartilha e Protocolo sobre Injúria Racial faz parte da programação do mês que lembra a Consciência Negra em Araraquara e será no dia 28 de novembro, às 19h, na Câmara Municipal.

Veja também