Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Araraquarenses comemoram aprovação de lei contra fogos com barulho

Projeto assinado por Edinho Silva (PT) é comemorado por Karina Maia, mãe de criança autista e dirigente da AMPARA

| ACidadeON/Araraquara

 

Karina e Arthur comemoram a nova Lei em Araraquara. (Foto: Tom Oliveira/ACidadeON)

Com cores e formatos variados, os fogos de artifícios enchem os olhos de jovens e adultos, durante eventos tradicionais, como Natal, Ano Novo e as festividades juninas e julinas. Mas, o forte barulho emitido pelos fogos acaba transformando a festa de alguns em um pesadelo para algumas pessoas, que agora comemoram a proibição da soltura de fogos com barulho em Araraquara.  

Esse é o caso do pequeno Arthur Maia, de 6 anos, que tem autismo grau moderado. Ele tem dificuldade em se comunicar, baixo entendimento dessas questões comemorativas e, assim como boa parte dos autistas, tem hipersensibilidade a sons e sofre com cada estouro. 

"Quando soltam fogos com ruídos, desencadeia todo um processo comportamental no autista, pois na maioria das vezes, devido a hipersensibilidade, muitos apresentam crise podendo se bater, gritar, se auto lesionar e às vezes até agredir pessoas próximas", conta a funcionária municipal Karina Maia, 43 anos, mãe do pequeno Arthur e presidente da Associação de Pais de Autistas (AMPARA).  

Para Karina, a lei que proíbe fogos de artifícios com barulho, sancionada e publicada nesta semana, é uma vitória. "Elas traz um alívio de certa forma, pois a tensão da família é enorme em datas comemorativas. Agora teremos a certeza de que o nossos filhos não sofrerão tanto, e nós pais não sofreremos mais vendo nossos filhos passando por momentos de tanto desespero". 

Para a neuropsicopedagoga Cinthia Giordano, os fogos de artifícios causam grande sofrimento para quem tem Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seus familiares. "Os T.E.A tem dificuldade em regular a informação sensorial e em interpretar informações sensoriais que seu cérebro recebe. Cada ser humano reage e jeito processa informações sensoriais de um jeito", explica.   

Vereadora Juliana Damus apresentou a proposta aos demais parlamentares. (Foto: Colaboração/Câmara de Araraquara)

A Lei
O projeto de Lei Complementar de autoria da vereadora Juliana Damus (PP) que exclui exceções existentes dentro do Código de Posturas do Município foi assinado na última quarta-feira (20) pelo prefeito Edinho Silva (PT).  

O tema, que era uma reivindicação de entidades de proteção dos animais, bem como pais de crianças que possuem autismo passou pelo crivo unanime dos vereadores no início deste mês. Com a assinatura do prefeito, a legislação passa a valer.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON