Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Queda nas temperaturas reduz avanço do Aedes e prefeitura desativa dengário em Araraquara

Unidade da Rua Voluntários da Pátria vai funcionar somente até sexta-feira (24).

| ACidadeON/Araraquara

Dengário da Rua 5 será desativado em Araraquara Foto: Paulo Chiari/EPTV
A queda nas temperaturas ajuda a frear o avanço da dengue e por isso o dengário da Rua Voluntários da Pátria será desativado a partir de sexta-feira (24) em Araraquara (SP), segundo a prefeitura. A cidade enfrenta uma epidemia da doença com mais de 10,3 mil casos e cinco mortes registradas.

O pólo de atendimento à população está com uma imagem diferente da que era comum alguns dias atrás. A recepção quase vazia. Na manhã desta terça-feira (21), somente o segurança Franscisco Carlos Dias e o pai dele, que está com dengue, esperavam pelo atendimento às 7h15.

"Faz uns 40 dias que passei por aqui [também], minha esposa, meu filho. Não dava nem para andar. Estava lotadinho. Não tinha espaço para tomar soro", disse Dias.

No auge da epidemia, os dois dengários chegaram a atender juntos quase 600 pessoas por dia, mas o número já caiu para menos da metade e as salas estão ficando vazias.

Antes, cerca de 50% dos atendimentos eram de casos suspeitos, mas agora no dengário da Rua 5 são 8% e no Cear pouco mais de 20%.

Casos
Mesmo com a queda nas temperaturas, a Vigilância Epidemiológica registrou 588 novos casos nesta segunda-feira (20). Segundo a secretária interina de Saúde, Joice Nogueira Calera, esses números não são da semana que passou, mas de semanas anteriores.

"Chega ficha na Vigilância Epidemiológica de todos os serviços de saúde do município, inclusive, dos convênios, então é um volume considerável que a gente estava recebendo em função da epidemia e a gente tem um delay, um tempo de inserção no sistema", explicou Joice.  

Apesar do número de pessoas infectadas cair há duas semanas, as ações de combate ao mosquito continuam. "Não vamos afrouxar o cinto, a gente continua com todos os trabalhos de arrastão, bloqueio, nebulização até o final do ano", disse a secretária interina.

A infectologista Voila de Carvalho Almeida explicou que a chegada do frio ajuda a reduzir a quantidade de mosquitos porque ele se reproduz menos em temperaturas mais baixas.

A especialista reforçou, entretanto, que o cuidado para acabar com os criadouros deve permanecer, pois aumentam os riscos à saúde de quem teve a doença mais de uma vez.

"Existem quatro tipos de dengue, se circular um vírus diferente do da epidemia anterior as pessoas podem ter uma doença mais séria sim na segunda ou na terceira ou na quarta infecção", disse a infectologista.

Dias sentiu na pele dele e dos familiares os sintomas da dengue e já aprendeu que mesmo com menos mosquitos os cuidados são necessários. "Tem que passar seu repelente, olhar nas suas vasilhas se não tem água, olhar o lixo do quintal porque pode voltar a qualquer hora."

Além de Araraquara, outras quatro cidades da região decretaram epidemia da doença neste ano: Matão, Nova Europa, Rincão e Santa Lúcia.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON