Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Crescem os problemas respiratórios com o tempo seco

As queimadas que começam a ser frequentes também causam mal estar e prejudicam a saúde dos araraquarenses

| ACidadeON/Araraquara

Queimadas são constantes em Araraquara (Foto: Amanda Rocha/Arquivo ACidadeON)

Com o tempo seco, as queimadas são frequentes em terrenos baldios da cidade. Esta situação, que é recorrente em Araraquara, provoca um aumento de doenças respiratórias. A fuligem é um verdadeiro veneno para o corpo e a concentração dos poluentes é maior durante a noite.  

Isso ocorre porque esse período favorece a circulação de vírus e bactérias, já que a temperatura fica mais baixa, o ar mais seco e há a preferência por ambientes fechados.  

A garganta, o ouvido e o aparelho respiratório são as partes do corpo que mais sofrem com a mudança do clima e com a fumaça no ar. Por isso, doenças como rinite, asma, sinusite, otite e pneumonia ocorrem com mais frequência.  

"Primeiro fator importante é conscientizar que as queimadas prejudicam a todos, mas quem tem problemas respiratórios sofre muito mais", diz a médica pneumologista, Renata Arbex.  

Qualquer mudança de tempo piora a situação para os doentes crônicos, provocando crises asmáticas e pneumonias. Além disso, a fumaça gerada pelo fogo aumenta a concentração de poluentes no ar e quem já sofre com problemas respiratórios e cardíacos são os mais prejudicados.  

"Além disso, lembrar que não só os problemas respiratórios pioram, mas também quem tem problemas cardiovasculares", diz ela.  

O morador do Parque Gramado, Carlos Caloi, diz que todos os anos, em época de clima seco, como, nos meses de junho, julho e agosto, ele e a família sofrem com as queimadas. "A gente mora na Avenida Estrada de Ferro, todo ano saímos correndo com a família porque passamos mal com as queimadas".  

Se você se identifica com essa situação, precisa, de alguma forma, se proteger. "A dica é deixar a casa bem umidificada e chamar as autoridades no caso de queimadas", reforça a médica.  

Cuidados
Além disso, é fundamental a ingestão de muita água. Mesmo que não tenha queimadas, nos dias de tempo seco, a orientação é fazer o uso de umidificadores de ar e lubrificantes de vias respiratórias para garantir que a hidratação previna essas doenças de inverno. Idosos e crianças precisam de cuidados especiais.  

Queimadas
Já os terrenos é preciso vigilância para que não haja queimadas. "Lembrar também que colocar fogo é crime e toda a sociedade precisa ficar atenta", diz a médica.  

Apenas no Estado de São Paulo, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foram registradas de janeiro a junho deste ano, 468 queimadas. Já segundo dados da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, foram registrados 273 casos em Araraquara no ano passado. Na cidade atear fogo em terrenos pode gerar multas que variam de R$ 553 a R$ 270 mil, dependendo o tamanho do local.  

A denúncia anônima pode ser feita diretamente à Diretoria de Gestão Ambiental do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (DAAE), através do telefone 0800-770.1595. A população também pode utilizar o WattsApp da Prefeitura - 99760-1190. E para mais informações ou esclarecimentos de dúvidas: defesacivil@araraquara.sp.gov.br ou telefone 199.

Mais do ACidade ON