Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Duplicação da vicinal Araraquara/Bueno deve demorar dez anos

Este é um dos principais pedidos que quem transita pelo trecho que liga Araraquara a Bueno de Andrada diariamente

| ACidadeON/Araraquara

s
Vicinal é caminho para Bueno de Andrade e para Matão  (Foto: ACidadeOn/Araraquara)
Quem utiliza a Vicinal Graciano da Ressurreição Afonso,  que liga Araraquara a Bueno de Andrada, não poupa críticas a qualidade da via. A maior reclamação é que apesar da cobrança de pedágio, não há melhorias no trânsito, principalmente, a tão almejada duplicação do trecho.  Porém, a estimativa da coordenadoria de Mobilidade Urbana, é que a obra de duplicação leve 10 anos, e sem contar com recursos do pedágio que, este ano, deve arrecadar R$ 4 milhões.

Para Alex Fernandes Soares, passar por Bueno de Andrada, é uma questão de necessidade. Ele faz este caminho frequentemente até a cidade de Matão. "A estrada está horrível", resume. 

Assim como ele, muita gente utiliza a Vicinal Graciano da Ressurreição Afonso, passa por Bueno, e segue até Matão - em média, são 87 mil veículos todos os meses.  O caminho é uma opção pelo trajeto mais rápido, ou para evitar a cobrança do pedágio na Rodovia Washington Luís, que custa R$ 16,20 nas duas direções. No de Bueno, a cobrança é R$ 4 em um único sentido.  

Quem opta por fazer este caminho, como a professora de dança Silvia Oliveira de Souza, enfrenta alguns problemas. "Não tem sinalização, não tem placas, não tem tartarugas. Precisa melhorar bastante", disse.

A maior reclamação dos usuário é que o dinheiro arrecadado com o pedágio não é revertido em melhorias, como a duplicação do trecho e acostamento.  A pavimentação e a falta de sinalização também são alvo de queixas.

O coordenador de Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, explica que o recurso do pedágio é investido, em sua maioria, na manutenção da via. "Quase 60% do que se arrecada vai para manutenção", diz ele.  

Sem contar com recursos do pedágio, a duplicação deve levar 10 anos até sair do papel e depende da aprovação de novos loteamentos na região Noroeste de Araraquara. A obra será contrapartida dos novos loteadores. Mas para isso, a Prefeitura estuda alterar o plano diretor da região Noroeste.    

Questionado sobre a possibilidade de se investir o recurso do pedágio na via, Nilson justifica. "Fica ruim fazer um investimento público para o privado se beneficiar", explica. 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook