Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Araraquara terá 48 novos pontos de fiscalização por radares móveis

"Não é a indústria da multa, mas sim dos infratores", diz Coordenador de Trânsito Nilson Carneiro

| ACidadeON/Araraquara

Intensão é diminuir o excesso de velocidade (Foto: Amanda Rocha/ ACidadeON)
 
Os três radares móveis que antes fiscalizavam 20 pontos de Araraquara, agora, passam a fazer a fiscalização de 68 vias; são 48 novos pontos. A intenção é fazer com que os motoristas respeitem os limites de velocidade de cada trecho, assim, evitando acidentes.

Já estão nesta lista, a Avenida Manoel de Abreu, entre Araraquara e Américo Brasiliense; Avenida Bento de Abreu, na Fonte Luminosa; e Avenida Maurício Galli, no Jardim Aclimação.  

Além dos radares móveis, Araraquara conta ainda com os fixos. Nos dois sentidos da Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira, a Via Expressa; na Alameda Paulista, no Jardim Brasília, nos dois sentidos e na entrada e saída de Araraquara, pela Avenida Manoel de Abreu, na altura do pontilhão engenheiro Camilo Dinucci.  

Para o Coordenador de Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, a intensificação na fiscalização não cria uma indústria da multa.  "Estamos alternando os locais dos radares moveis, mas não é uma indústria da multa e sim dos infratores", diz ele.  

Arrecadação
Para este ano, o Fundo Municipal de Multas prevê uma arrecadação no entorno de R$ 15 milhões, 25% a mais do que no ano passado, quando foram arrecadados mais de R$ 12 milhões.  

Como este recurso não pode ser utilizado para o pagamento de mão de obra, é revertido em sinalização de trânsito, novos semáforos e manutenção das atividades da coordenadoria. "O dinheiro nos permite fazer sinalização vertical, horizontal, placas e televisão. também pagamos o processamento de multas, aluguel dos radares, equipe de vigilância dos radares, agentes de transito", explica Nilson Carneiro.  

Dos R$ 15 milhões arrecadados, R$ 3,7 milhões serão destinados para gestão de multas e R$ 6 milhões para manutenção da sinalização e semáforos. O restante fica dividido entre gastos com equipe dos radares, gasto com uniformes dos agentes, veículos e educação para o trânsito.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso. Para mais informações, consulte nosso TERMO DE USO"

Facebook

Mais do ACidade ON