Aguarde...
Voltar

cotidiano

Impasse entre Justiça e Prefeitura marca os 50 anos do Gigantão

Aba do ginásio caiu no ano de 2010 e local ficou interditado por quase três anos

| ACidadeON/Araraquara

Gigantão (Amanda Rocha/ACidadeON)
O Ginásio de Esportes "Castelo Branco", o famoso Gigantão, chega aos 50 anos de sua fundação vivendo um verdadeiro impasse. De um lado o Ministério Público do Meio Ambiente pede por sua interdição, do outro, a Prefeitura afirma que o local é seguro. 

Em abril deste ano, a promotoria do Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo da cidade havia pedido a interdição, porém, em primeira instância, foi determinado pela justiça que não havia caráter de urgência e o prazo de 60 dias para apresentação do laudo do poder público foi definido.

Em 2017, o MP também pediu um laudo que certificasse a capacidade em receber grandes eventos e, até a comprovação, firmou um termo de acordo provisório para que a prefeitura abrisse uma licitação e contratasse uma empresa especializada em vistorias e laudos. Durante o período, apenas os treinos eram permitidos.  

gigantão ginásio de esportes
Após avaliar um laudo emitido pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) retirou a decisão de interditar o Gigantão.

De acordo com a Secretaria de Obra, um laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), apresentado em maio desse ano ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), assinado pelos engenheiros Dr. Daniel Mariani Guirardi e Dr. Ciro José Araújo, aponta que não há necessidade de obras estruturais emergenciais no local.  

A inspeção nas principais partes estruturais aparentes nos dias 2 e 3 de maio de 2019, afirma que "as condições estruturais atualmente observadas no ginásio não indicam necessidade de se proceder a sua interdição".  

O laudo atestaria a segurança do e afirma que o local não oferece risco à comunidade. Ainda segundo o laudo, fica evidente que o prédio é uma obra complexa e que, por isso, como todos os prédios deste porte precisam de manutenção, o que a prefeitura tem feito regularmente - como a realização da impermeabilização.

Impermeabilização
De acordo com o engenheiro responsável pela obra, Roberto Massafera, a estrutura da obra está firme e segura, mas a impermeabilização deve ser realizada regularmente.  

"Em 2004 fizemos uma nova análise e mostrou ao longo do tempo uma falha conceitual no projeto, relacionado ao efeito térmico. Fizemos uma aba final que caiu por efeitos não previstos, fizemos a correção e, do ponto de vista estrutural, está perfeita. O teto precisa apenas de impermeabilização, que está atrasada", ressalta.  

Teto do Gigantão desabou em 2010 
Queda
Já era noite do dia 29 de outubro de 2010, quando um forte barulho assustou quem passava pela região da Fonte Luminosa. 
Uma grande parte da aba lateral da marquise do Gigantão localizada na entrada da Fundação de Amparo ao Esporte Amador de Araraquara (Fundesport). Os pedaços de concreto foram parar do outro lado da rua. A outra parte da marquise ficou pendurada e comprometida.

Após analises e teste realizados pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), o ginásio foi reformado e reinaugurado em 2013.


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON