Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Enem aborda refugiados, bullying e democratização cultural

Neste primeiro dia foram de redação, linguagens e ciências humanas; jovens contam o que acharam da prova

| ACidadeON/Araraquara

Estimativa é que 2,5 mil estudantes prestem o Enem em Araraquara (Foto: ACIdadeON/Araraquara)
 
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 teve questões sobre bullying, refugiados, uso de agrotóxicos e até discurso de ódio, mas a surpresa ficou por conta do tema da redação: "Democratização do acesso ao cinema no Brasil".  

Os estudantes de Araraquara que participaram do exame disseram que como esperado a prova foi longa, com o mesmo nível de dificuldade do ano passado.  

"Como esperado a prova tinha muito texto, o que torna muito cansativo, mas o nível de dificuldade estava dentro do esperado", afirma a estudante Raquel Pereira, de 23 anos, que pretende cursar faculdade de engenharia elétrica.  

A redação surpreendeu como conta Bianca Marçola de 19 anos. "A redação surpreendeu até porque é o governo atual tem desvalorizado o cultura e priorizar isso na redação foi controverso, mas me lembrei de cinema paradiso e consegui escrever", conta a jovem que está se preparando para prestar medicina.  

No primeiro dia, as provas foram de redação, linguagens e ciências humanas. No próximo domingo (10) serão ciências da natureza e matemática.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON