Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Moradores de condomínio criam projeto 'Adote um pássaro livre'

Crianças e adultos deixam frutas e ração em cinco comedouros distribuídos pela área verde do local

| ACidadeON/Araraquara

Moradores de condomínio criam projeto 'Adote um pássaro livre' (Foto: Gabriela Martins)
"Na cidade pequenina por nome de Passaredo, mil pássaros pelos céus voam por sobre o arvoredo.
Piam, cantam, assoviam, gorjeiam, chiam, chalreiam, modulam, trinam, tintilam, suspiram, gritam, palreiam...
Cardeais e beija-flores, cambaxirras, colibris, pixoxós e tico-ticos, azulões e bem-te-vis, pintassilgos, canarinhos, pica-paus e juritis" 
                                                                                                                  (Mil pássaros pelos céus - Ruth Rocha) 

Apaixonada por pássaros, a pequena Eva Gomes Menezes, de 1 ano e 5 meses, ganhou festa com o tema e um espaço especial para visita-los. Há seis anos morando em um condomínio localizado no bairro do Maria Luiza, o local não contava com uma área lazer. Foi a partir daí que o pai da pequena, o biólogo e educador Flaubert Menezes, de 37 anos, decidiu criar um recinto para alimentar os pássaros em casa.  

 

"Era para ser uma diversão pra ela, mas acabou fazendo a alegria de outras crianças também, pois o síndico gostou e, como temos uma área verde, instalamos cinco casinhas com comedouros nessa área, para que as crianças pudessem interagir".  

A ideia simples deu início ao projeto Adote um pássaro livre. A ideia é que cada morador leve sua fruta ou verdura, que já passaram do tempo, e deposite nesses comedouros. "Os pássaros são então atraídos e as crianças interagem com eles. Além disso, outros projetos serão feitos, como o domingo verde, para as crianças conheçam um pouco mais sobre o meio ambiente e que assim conheçam o que eles têm dentro do quintal de casa e passar isso para as próximas gerações". 

Os comedouros foram instalados há quatro meses e, segundo Flaubert, é possível perceber um aumento no número de pássaros e na variedade de espécies, onde foi possível observar a presença de tucanos, periquitos, maritacas e até seriemas.  

Casinhas foram espalhadas pelo condomínio para atrair os passáros (Foto: Gabriela Martins)
"A cócó vai comer na minha mãozinha". A pequena Clara Damião Begnami, de 2 anos, também se diverte na presença dos novos amiguinhos. De boné na cabeça para se proteger do sol, ela passeia com os pais e a irmã de apenas 43 dias, e aproveita para alimentar os pássaros.  

"A gente costuma trazer bastante fruta e sementes. Gosto de trazer minhas filhas, para que elas conheçam um pouco o ambiente, com esses animais que comem aqui próximo das casas. É legal essa interação das crianças com o meio ambiente. Ela cresce aprendendo que o animal tem o espaço dele e que não podemos invadir", explica o Técnico de Informática Daniel Oliveira Begnami, 37 anos.  

Contato com o verde
Para Flaubert, é importante que as crianças tenham contato com o meio ambiente, pois aprendendo a função de cada animal e a função do equilíbrio das cadeias alimentares. "Eles aprendem o controle biológico dentro de casa. Por exemplo, as aranhas acabam não entram em casa, quando o ambiente esta em desiquilíbrio. Por conta disso, é importante que a pessoa cuide bem do seu gramado. Se a gente mantem o equilíbrio ambiental, o animal não precisa buscar comida dentro de casa", finaliza. 

VEJA VÍDEO: 

 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON