Aguarde...

cotidiano

Redução de velocidade na Expressa fica para o ano que vem

O limite de velocidade em alguns trechos passará de 70 quilômetros por hora para 60 quilômetros por hora

| ACidadeON/Araraquara

Redução de velocidade na Via Expressa fica para 2020 (Foto: Amanda Rocha)

A redução na velocidade da Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira, a Via Expressa de Araraquara, ficou para o ano que vem. O limite de velocidade em alguns trechos passará de 70 quilômetros por hora para 60 quilômetros por hora, segundo o Coordenador de Mobilidade Urbana de Araraquara, Nilson Carneiro.

"Estamos estudando reduzir a velocidade no trecho que compreende a Avenida Feijó até mais ou menos o Poupatempo para evitar acidentes", explica ele.

O trecho entre a rotatória das Roseiras até a Avenida Feijó, a velocidade deve ser mantida em 70 quilômetros por hora. 
 
"A Via Expressa é considerada uma das vias mais perigosas de Araraquara e o nosso compromisso é reduzir o número de acidentes", reforça Nilson Carneiro.  
 
Semáforos 
Pelo menos três novos semafóros também estão previstos para a Via Expressa. O primeiro na altura da Avenida Brasil, em frente ao colégio Conexão. O segundo em frente ao Poupatempo/Uniara. E um terceiro, em convenio com a Faculdades Anhanguera, será instalado próximo à rotatória da Nigro. "Também vamos renovar outros semáforos já existentes focando também para pedestres". A expectativa é que as mudanças terminem em fevereiro.
 
Entre os acidentes mais graves que ocorreu na Via Expressa está o que matou um jovem Eric Fusco, de 29 anos em agosto do ano passado. Veja o vídeo: 
 


A verba para a mudança é proveniente de um convênio de R$ 1,4 milhão com o Departamento de Trânsito do Estado São Paulo (Detran) e prevê ainda reformulações na Avenida padre Francisco Sales Couturado (Avenida36). "A média é R$ 700 mil para cada via. Na 36, por exemplo, vamos colocar novos semáforos também com foco de pedestres", acrescenta.  


  

Mais do ACidade ON