Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

250 famílias escolhem lotes pelo programa 'Minha Morada'

Beneficiários conheceram local de construção das casas, neste sábado (30), durante reunião na Biblioteca Municipal de Araraquara

| ACidadeON/Araraquara

 

A casa própria para muita gente pode ser um sonho, que quando está a caminho de ser realizado, tem gente que nem acredita.  

"Eu ainda não acredito. Não estou acreditando, mas foi uma sensação muito boa".

Esta é a Ivanilda Aparecida da Silva, de 53 anos. Ela acabou de perder seu beneficio do INSS. Era com ele que pagava o aluguel de R$ 300 reais. Casada, tem uma filha. Na casa alugada, que fica de fundos, sempre que chove precisa colocar vasilhas em alguns pontos para não encher dágua.  

São dez anos que Ivanilda espera pela casa própria e, recentemente, recebeu a noticia da Coordenadoria da Habitação que foi contemplada com o lote do programa "Minha Morada - Lotes Urbanizados". Agora o desafio é construir o mais rápido e sair do aluguel.

"Construir e entrar dentro da minha casa.  Porque onde moro hoje é crítico", explica.

Beneficiários do Programa conheceram terrenos onde poderão construir. (Foto: Divulgação/Secom)

Assim como a Ivanilda, mais 249 pessoas de baixa renda passaram pela Biblioteca Municipal de Araraquara, neste sábado (30), para escolher o lote que vão construir suas moradias. Na oportunidade, os contemplados receberam orientações sobre a importância de seguir as fases até chegar o momento da construção, conforme explica a coordenadora de Habitação, Mara Gomes.

"Inclusive fase-a-fase [orientação]. Eles terão meta para cumprir, inclusive juntar o recurso para comprar o cimento, o material, aí temos duas questões. Hoje a gente trouxe uma ficha de informação, com disponibilidade de horários para reuniões deles, a profissão e aptidão de cada um", explica.

Cada etapa do "Minha Morada" terá 250 lotes, com a meta de chegar a três mil: o cadastro habitacional atualmente possui 5,8 mil famílias.

"O compromisso que a gente tem é de três mil unidades, mas é um projeto que deixamos um gatilho em uma das leis, onde cada empreendimento que aprovar dará um percentual para área de interesse social e aí é um programa que pode não acabar nunca", afirma.

Os terrenos de no mínimo 125 metros quadrados estão distribuídos em regiões que já possuem equipamentos públicos para os beneficiados construírem suas casas.

O valor dos lotes foi fixado em 600 Unidades Fiscais do Município (UFMs), o que equivale a R$ 33.180,00. Desse valor, 80% serão subsidiados pela Prefeitura. O beneficiado pagará apenas 20%, em parcelas mensais de 1 UFM (hoje em R$ 55,30) por dez anos totalizando cerca de R$ 6,6 mil.   

Reunião ocorreu neste sábado (30) na Biblioteca Municipal. (Foto: Divulgação/Secom)

A maioria das pessoas sorteadas são mulheres. Isso porque entre os critérios de escolha está a condição de contemplar 20% ou mais mulheres arrimos de família, além da questão sócio econômica e outros. Essas pessoas agora tem uma outra preocupação, como fazer para construir a sua casa.

Ao todo o prazo para a construção das casas nos lotes é de um ano e meio. A coordenadora da Habitação, Mara Gomes fala que a equipe vai acompanhar o processo e apresentar alternativas à famílias para a conclusão das obras.

"Vai entrar com esse projeto também ajudando a gente pensar em gerar uma renda extra para eles poderem continuar comendo do jeito que comem, vivendo do jeito que vivem e ter um extra para poder construir. Agora, estamos discutindo também uma associação de auto gestão. Aí nessa associação pretendemos fazer com certeza uma poupança individual e compra coletiva. Então eles vão ter o material que eles precisam, com pesquisa de mercado, porque no pacote paga mais barato", finaliza.

Enquanto isso, as famílias seguem com a esperança de que o dia de entrar em suas próprias casas chegue logo.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON