Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Com 12 homicídios, Araraquara é considerada 'pacata'

Delegado diz que o índice de homicídios em Araraquara é baixo e solução é de 100%

| ACidadeON/Araraquara

A prisão dos criminosos é a resposta que a polícia dá à sociedade (Foto: ACidadeON)
 
Araraquara é considerada uma cidade tranquila. Neste ano foram 12 homicídios, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Um número baixo quando comparado com cidades do mesmo porte; em São Carlos, por exemplo, foram 16 mortes violentas.

"Pode se dizer que Araraquara é uma cidade pacata. Os números de morte violenta aqui são comparados com países desenvolvidos", diz o delegado seccional de Araraquara, Fernando Luiz Giaretta.

Dos crimes cometidos na cidade este ano, todos foram solucionados no prazo de uma semana. "Assim que um homicídio é registrado uma equipe da DIG [Delegacia de Investigações Gerais] é acionada e vai até o local, levanta todas as informações e já começa a investigação. A taxa de solução é de 100%", afirma.

Ele destaca que a maior parte dos crimes contra a vida tem relação com o tráfico de drogas, mas este ano, tiveram destaques também os crimes passionais, como o que vitimou o cabo Elias Mathias Ribeiro, da Polícia Militar e os feminicídios.

Repercussão
O cabo  da PM Elias Mathias foi morto pela namorada, a filha dela e um tio. Isso porque ele estaria tendo um relacionamento sexual com a filha mais nova da mulher. Ele foi morto a marretadas e depois teve o corpo incinerado.
 
Morte de Yasmin Nery chocou Araraquara em 2019 (Foto: ACidadeOn/Araraquara)

Mulheres
Em 2019 três mulheres morreram em Araraquara vítimas de feminicídio. Um dos casos mais chocantes foi o da estudante Yasmin Nery, de 16 anos. A menina foi esquartejada por um garoto de 17 anos. Eles se conheceram na véspera em um show e no dia do crime, o rapaz a atraiu até a casa dele no bairro das Hortênsias.

A jovem Kênia Regina de Oliveira, de 21 anos, também foi morta brutalmente. Seu ex-namorado entrou em um estacionamento onde ela parava sua moto e a esfaqueou. Na semana passada, Danielly Bafa, 25, também foi morta a facadas. O crime aconteceu na Praça do São Geraldo, quando tomava um sorvete com um amigo e o suspeito também é um ex-namorado, que está preso.  
 
Prevenção 
Giaretta diz que estes crimes são difíceis de prevenir, de coibir, pois são inesperados, cometidos por impulsão, por um momento. "Uma briga, um envolvimento com o tráfico é difícil evitar, além disso, Muitos são cometidos com facas, que são armas de acesso mais fácil", diz.  
 
Prender as pessoas é a resposta mais eficaz que a polícia dá à sociedade. "Este trabalho acaba coibindo alguns casos", finaliza Giaretta.



Relembre os crimes violentos de 2019


- Março
1 - José da Silva, 65 anos, Jardim das Hortênsias, facadas. Solucionado.

- Abril
2- Lucas Fabiano Pereira, 35 anos, em frente ao Centralizado, facadas. Solucionado.
3 - Morador de rua Valdenir de Souza Aparecido, 55 anos, Praça do Carmo, tiro por policiais. Solucionado.
4- Ivo Perez Junior, 39 anos, Vale Verde, facadas. Solucionado.

-Junho
5 - Pablo Flexima do Norte, 37 anos, Vaz Filho, facadas. Solucionado.
6- Yasmin Nery, 16 anos, Hortênsias, esquartejada. Solucionado.
7- Elias Matias Ribeiro, 49 anos, pauladas, Victorio de Santi. Solucionado.

- Julho
8- Antonio Olindo, 63 anos, Jardim São Rafael, pauladas. Solucionado.

- Agosto
9 - Kênia Regina Silveira de Oliveira, 21 anos, Centro, facadas. Solucionado.

- Novembro
10- Danielly Teles Bafa, 25 anos, Praça São Geraldo, facadas. Solucionado.
11- Emerson Roberto Lopes, 44 anos, Jardim Brasil, tiro. Solucionado.

- Dezembro
12- Alessandro de Oliveira, de 33 anos, no Adalberto Roxo, tiros. Solucionado


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso. Para mais informações, consulte nosso TERMO DE USO"

Facebook

Mais do ACidade ON