Aguarde...

cotidiano

Fui arrastada pela água, mas nasci de novo, diz vítima levada por enxurrada

A diarista Rita de Cássia relata os momentos de pavor tentando sobreviver durante a forte chuva que atingiu Araraquara no último domingo (29)

| ACidadeON/Araraquara

Rita quando foi socorrida, depois de ser arrastada por quase 300 metros (Foto: Redes Sociais)
 
"Eu nasci de novo. Tenho certeza que Deus tem um propósito na minha vida, achei que eu fosse morrer, mas aconteceu um milagre", diz a diarista Rita de Cássia Brunelli Lourenço, de 50 anos. No último domingo (29), durante uma forte chuva, ela foi surpreendida por uma enxurrada e acabou sendo arrastada por cerca de 300 metros. 

O caso aconteceu na Avenida Professor Jorge Corrêa, próximo ao Clube 22 de Agosto, no bairro Santana, na Zona Oeste de Araraquara. 

Rita lembra que saiu de sua casa para levar almoço para a filha no início da tarde quando o incidente aconteceu. "Resolvi fazer um caminho diferente e a chuva me pegou. Naquela rua a enxurrada estava forte, começou a entrar água no carro e eu tentei voltar, mas o carro rodou e então resolvi descer. Quando desci fui arrastada por três quarteirões, fui tentando me segurar em tudo que encontrava, mas não conseguia. Até que um anjo me estendeu a mão e me salvou", conta.  

"A enxurrada estava muito forte, eu já não tinha mais forças, a água me arrastava e eu clamava a Deus para me ajudar". Sobre o anjo, Rita sabe apenas o primeiro nome: Antônio. "Ainda vou encontrá-lo e quero agradecer, dar um abraço", afirma.
 
Rita diz que nasceu de novo depois de ser arrastada por enxurrada (Foto: Arquivo Pessoal)

Sequelas
Assim que foi salva, Rita passou pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) onde recebeu cuidados médicos. "Estou bem machucada, com o corpo cheio de hematomas. Fiz raio X e não deu nenhuma fratura, mas estou muito dolorida", relata. 

Rita trabalha como diarista e diz que está afastada para se recuperar. "Trabalho para uma pessoa muito boa, que me ajudou bastante. Agora só quero me recuperar e ficar bem", diz. 

Ajuda
Rita pede ajuda para encontrar sua bolsa, com seus documentos, cartões de banco e óculos. "Perdi tudo na água". O carro, segundo ela, está funcionando. "Meu marido foi lá hoje e o carro funcionou, não é um carro novo, é um gol 96, mas é um carro bom".

Mais do ACidade ON