Aguarde...

cotidiano

Moradores de Araraquara contabilizam estragos da chuva

A chuva de domingo (29) arrastou uma mulher de 50 anos, destruiu carros e abriu buracos no asfalto

| ACidadeON/Araraquara

Moradores de Araraquara contabilizam estragos da chuva (Foto: Paula Cardoso)
Foram grandes os estragos da forte chuva ocorrida no início da tarde do último domingo (29), principalmente para os moradores da Avenida Jorge Corrêa, próximo à Rua Castro Alves, região onde uma mulher de 50 anos foi arrastada pela enxurrada.

O tio da vítima, Paulo Goulart, de 80 anos, explicou que a sobrinha foi surpreendida pela chuva e que tudo aconteceu muito rápido. Para ele, se não fosse o auxílio de um homem que passava pelo local, algo pior poderia ter acontecido com ela.

"A enxurrada arrastou ela para baixo e uma pessoa viu ela rodando. Ele puxou ela pelo braço e se não fosse essa pessoa, ela teria morrido afogada, descendo direto para o rio que fica no final desta rua", conta.  

Veículo foi arrastado pela água e ficou danificado (Foto: Paula Cardoso) 
A operadora de caixa Tânia Bergamin mora na mesma rua em que a mulher foi arrastada pela enxurrada. O carro dela também foi arrastado pela água.

"Muita água entrou nos quintais e aqui na rua era um volume de água medonho. Parecia São Paulo. Foi horrível, minha filha também teve o carro dela arrastado lá para baixo", afirma.

O vizinho da dona Tânia, o aposentado Sebastião de Souza também mora a mais de 30 anos na Avenida Professor Jorge Corrêa. A forte chuva provocou estragos em frente à sua casa e todo os asfalto se soltou. Ele mesmo teve que fazer o concerto para sair com o carro da garagem.

"Estou dando uma ajeitada para poder entrar e sair com o carro. Muita água desce desde o São Geraldo e desce tudo por essa rua", explica.

O Policial militar reformado, Ângelo Silva, de 73 anos, também sofreu com a enxurrada. Ele tem um imóvel na via e a água da chuva levou a calçada embora. Nesta segunda-feira (30), pedreiros realizam o conserto, mas o prejuízo foi grande.  

Calçada foi destruída e morador ficou com o prejuízo (Foto: Paula Cardoso)
"Levou tudo e estourou o cano que leva água para a casa do fundo. Hoje o Daae veio consertar e, agora, a despesa com a calçada será de minha responsabilidade. Eu que vou ter que pagar tudo isso", ressalta Ângelo.

Em nota, a Prefeitura informou que Secretaria de Segurança Pública fez um levantamento dos pontos prejudicados e a Secretaria de Obras percorreu toda a cidade realizando os serviços necessários.


Mais do ACidade ON