Aguarde...

cotidiano

Salgadeira sofre queimadura e clientes realizam ação solidária

Cintia se queimou enquanto fritava bolinhas de queijo para vender e consegui o dinheiro para pagar as contas do mês e comprar alimentos

| ACidadeON/Araraquara

Cintia teve sua história contada no portal A Cidade ON (Foto: Gabriela Martins)
Há alguns meses o portal A Cidade ON contou a história de Cíntia Cristina Teixeira Laurindo, de 42 anos, salgadeira do Selmi Dei, que sustenta a casa e os dois filhos com a venda de salgados por R$ 1.  

Todos os dias ela faz coxinhas e bolinhas de queijo, frita e vende pelas ruas da região norte de Araraquara e. Não volta para casa até que tudo tenha acabado. "Eu vendo até o último salgado, pois sei que aquele R$ 1 pode me fazer falta na hora de fazer compra no mercado", conta.  

Aos gritos de "Olha o salgado, R$ 1!", muitos moradores saem de suas casas e vão até ela para garantir seu salgado. Entretanto, nesta semana, os gritos de Cíntia não foram ouvidos pelos moradores, que estranharam a ausência da salgadeira.  

Cíntia acabou se queimando enquanto fritava bolinhas de queijo, na manhã do último sábado (20), passou pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e precisou ser enfaixada. Com queimaduras na região do rosto e braços, não sabe quando deve voltar a trabalhar.  

"As pessoas tem me ajudado comprando os meus produtos, mas, por conta desse acidente não poderei produzir e vender meus salgados. Não como vou pagar as contas e colocar comida na mesa, mas sei que Deus não irá me desamparar".  

Cintia se queimou enquanto fritava bolinhas de queijo para vender (Foto: Arquivo Pessoal)
E, realmente, Cíntia não ficou desamparada e se surpreendeu com a boa ação vinda de uma de suas clientes, a cabeleireira Adriana de Aquino Guimarães. 

Ela se comoveu com o ocorrido e buscou apoio para poder ajudar a amiga. "Durante a semana eu senti falta dela passando pela rua vendendo suas coxinhas. Comentei com a minha filha e ela então viu no status do whats que ela havia sofrido um acidente e estava com diversas queimaduras", conta.  

Adriana explica que se comoveu com a situação de Cíntia e decidiu ajudar. A cabeleireira se uniu a um conhecido, dono de uma casa de frios. "Falei com os proprietários do Gilmar Massas, que irão fazer a ação com a gente. Eles deram desconto na massa para eu vender e todo o dinheiro arrecadado será entregue para a Cíntia. Ela merece ser ajudada, pois é muito batalhadora", ressalta Adriana. 

Quem quiser comprar os rondelles deve entrar em contato com Adriana até o dia 30 de junho, pelo telefone 16 99993 38 09.  

Os rondelles estão disponíveis nos sabores Presunto e muçarela, quatro queijos e frango com requeijão, pelo valor de R$25. A entrega da massa irá ocorrer no dia 10 de julho.  

LEIA MAIS: Salgadeira chama atenção de moradores da Zona Norte 

Mais do ACidade ON