Aguarde...

cotidiano

Árvores antigas da praça do Carmo serão removidas

Elas estão com problemas e podem causar acidentes com pedestres e veículos

| ACidadeON/Araraquara

Árvores antigas da praça do Carmo serão removidas (Foto: Paula Cardoso)
Duas das árvores mais antigas da praça do Carmo serão removidas nos próximos dias. São seringueiras que apresentam o estado fitossanitário comprometido, com as suas raízes expostas.
Segundo a gerente de biodiversidade do Daae, Simone Cristina de Oliveira, faz tempo que as equipes estão monitorando as espécies e na última vistoria foi constatado o problema. Por isso, colocamos uma fita zebrada, assim evita acidentes com pessoas e veículos.

"A vistoria foi feita agora, e a gente até deixou lá marcadinho com uma fita zebrada. As árvores estão com uma serie de galhos com o estado fitossanitário comprometido. Então, na nossa avaliação, vai ser importante fazer a remoção em função, principalmente, da circulação de pessoas que a gente tem ali, na via pública", conta.

Outras espécies devem ser plantadas no lugar das seringueiras, e isso deve acontecer nos próximos dias.

"A gente perde um pouco dessa massa verde até a outra espécie começar a atingir essa função de exercer sombra, de filtrar poluentes. Então, até as outras espécies, que a gente vai colocar, atingir este porte, demora um pouquinho. Provavelmente nas próximas semanas a gente já faz este trabalho de remoção e substituição. Ali, é uma área com bastante circulação, então a gente vai precisar isolar".

A dona de casa Isadora Fernandes, de 43 anos, mora próximo à praça do Carmo e conta que por muito tempo as árvores trouxeram benefícios, como a sombra, mas, com as raízes expostas, a situação ficou complicada, pois já viu muita gente tropeçar e se machucar.

"Semana passada tive que ajudar uma senhorinha a se levantar, inclusive tive que chamar a família dela pra levar no pronto socorro. Acho que vai ser bom retirar essas árvores, pelo menos vai dar mais segurança".  

A gerente de biodiversidade do Daae explica que outras árvores das praças de Araraquara estão sendo monitoradas e que, inclusive, os técnicos iniciaram um trabalho de mapeamento das espécies arbóreas com objetivo de identificar as que devem ser removidas.

Mais do ACidade ON