Aguarde...

cotidiano

Moradores de condomínio reclamam de aglomeração e som alto

Na última sexta-feira (28) dezenas de jovens fizeram uma verdadeira bagunça próximo ao muro do local

| ACidadeON/Araraquara

Moradores de condomínio reclamam de aglomeração e som alto
Moradores de um condomínio fechado reclamam de aglomeração som alto e muita bagunça, no bairro Jardim Gardênias, zona norte de Araraquara.   

De acordo com uma das moradoras, Laís Silveira Rodrigues, a bagunça começou há algumas semanas e vem atrapalhando o sono de muita gente.  

"Esse é o segundo final de semana que isso acontece. Começa por volta das 23 horas e segue madrugada a dentro. Da minha casa a gente ouve barulho de motos e carros acelerando, mas na parte debaixo do condomínio o barulho é muito maior, com aceleração e som alto. Ontem, a polícia militar veio até o local, dispersou o grupo e chegou a guinchar um carro, mas eles simplesmente migraram para o outro lado do condomínio e ficaram até às 4 horas com som alto", conta.  

Jovens ficam pendurados em veículo em movimento (Reprodução) 
Para o morador Fernando Junior, administrador de empresas, a situação está muito complicada, principalmente para idosos e crianças.  

"A gente trabalha a semana inteira, acorda cedo. Acho que a rapaziada tem direito de se divertir, mas não colado ao muro do condomínio, fazendo barulho, quebrando garrafa e colocando som alto. A gente tem criança pequena e tem uma senhora de idade que mora próximo daqui que não consegue dormir. Eu passei por onde eles estavam ontem e estavam cerca de cem pessoas, todos sem máscara. É muito complicado".  

Em vídeos gravados por moradores é possível ver uma grande aglomeração de jovens, sem máscara, desrespeitando o distanciamento social e até andando pendurados em um carro em movimento.  

No dia seguinte, o que fica é a sujeira da bagunça realizada na madrugada (Reprodução)
Ao amanhecer, o que restam no local são garrafas de bebida alcoólica e sujeira espalhadas pela rua.  
 
DECRETO
O decreto municipal de calamidade pública, constituído em razão da pandemia, proíbe esse tipo de atividade, inclusive há multa de R$ 500 para quem não utilizar máscara em locais públicos.  

Jovens permanecem sem máscara em plena pandemia
SEGURANÇA
Em nota a Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública de Araraquara, informou que a Guarda Municipal vem realizando, diariamente, uma série de ações com vistas a impedir esse tipo de aglomeração, com a aplicação de multa, inclusive. Sobre essas aglomerações do vídeo, a pasta disse que a Secretaria vai direcionar uma ação da Guarda em conjunto com Polícia Militar.

Mais do ACidade ON