Aguarde...

cotidiano

Clima de deserto: nuvem de poeira acinzenta céu de Araraquara

Clima quente, baixa umidade do ar, queimadas e 'chuva de fuligem' definem o clima na cidade

| ACidadeON/Araraquara

Nuvem de poeira toma conta de Araraquara (Foto: Amanda Rocha)

Clima de deserto. Calor de quase 40ºC e umidade do ar abaixo dos 15%. Aliado a isso, uma película de poeira tomou conta do céu nesta quinta-feira (10). A chuva de fuligem também denúncia que as queimadas não param em Araraquara.  

O tempo está seco, não chove há 25 dias e a previsão é de 12 milímetros de água apenas no dia 21 de setembro.  

Moradores de várias regiões reclamam da qualidade do ar em decorrência dos incêndios, muitas vezes criminosos. 

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) desde o começo de setembro, em 10 dias, foram 83 registros de incêndios em Araraquara, a maioria em áreas urbanas e que atingem áreas importantes do cerrado, vegetação típica da região. É importante ressaltar que o INPE registra imagens de satélite, então estes incêndios são grande e podem ser vistos do alto.  

O Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) também chama a atenção para o número alarmante de queimadas urbanas. Somente em setembro, do dia 1 ao dia 8, foram registrados 52 focos de incêndio em diversos bairros de Araraquara.  
 
Queimada na região de Bueno de Andrada registrada neste mês (Foto: Amanda Rocha)

CRIMINOSO
Essa semana, um caso chamou a atenção. Câmeras de segurança de um condomínio, no bairro Nascente do Jaraguá, zona sul de Araraquara, registraram um grupo de jovens ateado fogo em uma mata. O caso está sendo investigado.  

De acordo com a farmacêutica Heloísa Helena Chaves, de 49 anos, moradora local, o fogo teve início na noite de sábado (05) e seguiu até domingo (06) apesar dos esforços dos Bombeiros. "Atingiu toda a extensão lateral do condomínio, câmeras foram danificadas e por muito pouco não atingiu as casas do condomínio colocando muitos em risco", afirma. 

Ainda de acordo com a moradora do local, secretaria do meio ambiente, Daae e Polícia Civil estiveram no local. 
 
VEJA VÍDEO: 
 
Vale lembrar que colocar fogo em terreno é crime. Denúncias podem ser feitas ao telefone 3322-2235 da Guarda Municipal ou 0800-770-1595 do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae).  

Para apagar incêndios, o telefone do Corpo de Bombeiro é 193.  



SAÚDE
O aumento na ocorrência de incêndios criminosos preocupa as autoridades públicas e ascende o alerta. É que a prática causa diferentes transtornos, como aumento no número de acidentes de trânsito pela baixa visibilidade aos condutores, danos na rede elétrica e até mesmo agrava problemas de saúde, em especial os respiratórios, podendo contribuir para colapsar o sistema público de saúde em meio ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.  

CULTURA DO FOGO
O agente da Defesa Civil (órgão da Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública), Luiz Dellacqua explica que infelizmente em Araraquara, muitas pessoas ainda tem a cultura do fogo e queimadas são vistas como uma forma de limpeza de terrenos vazios, por exemplo.  

"É muito importante a população compreender que é necessário combater a prática de incêndios, principalmente em terrenos mal cuidados, pelas consequências que o fogo provoca na saúde das pessoas e ao meio ambiente", reforça.

Mais do ACidade ON