Aguarde...

cotidiano

Caça da Força Aérea faz voo teste em Gavião Peixoto

A aeronave é uma parceria com a Suécia e prevê a entrega de 36 caças Gripen até 2026

| ACidadeON/Araraquara

Caça brasileiro faz testes em Gavião Peixoto (Foto: Força Aérea Brasileira)
 
O primeiro voo do caça Gripen F-39E em solo brasileiro tem previsão para esta quinta-feira (24). A aeronave irá de Navegantes (SC) até Gavião Peixoto (SP), segundo informações da Força Aérea Brasileira.

O avião é uma unidade de testes equipada com instrumentos para a continuidade da campanha de ensaios, que teve início em agosto de 2019, na Suécia, através da empresa Saab. Por estar em fase de testes, a operação do F-39E Gripen ocorrerá em ambientes controlados, para assegurar a máxima segurança do piloto e da máquina. 

O novo caça será empregado nas atividades de desenvolvimento conjunto que serão realizadas no parque industrial brasileiro, por cooperação entre a Saab e as empresas nacionais selecionadas como beneficiárias no programa de transferência de tecnologia, especialmente a Embraer.

A apresentação oficial do F-39E Gripen tem previsão de ser realizada na cerimônia alusiva ao Dia do Aviador e da FAB (Força Aérea Brasileira), em 23 de outubro, em Brasília (DF). A previsão de entrega à FAB das primeiras aeronaves operacionais é para o final de 2021.  


PARCERIA   
O caça foi feito em parceria da sueca Saab com as brasileiras Embraer Defesa e Segurança, Ael Sistemas, Akaer e Atech. A entrega aconteceu há um ano em voo de testes na Suécia.  

A parceira da Suécia com o Brasil começou em 2014 com o contrato no valor de 39,3 bilhões de coroas suecas para o desenvolvimento e produção de 36 caças Gripen E/F para a FAB, incluindo sistemas relacionados, suporte e equipamentos. As aeronaves do programa Gripen Brasileiro serão entregues entre 2021 e 2026 e a transferência de tecnologia ao Brasil será entregue pelo prazo de aproximadamente dez anos. 

Na FAB, o caça será chamado de F-39E.

O primeiro caça estará equipado com instrumentos para a realização da campanha de testes no Centro de Ensaios em Voo do Gripen (GFTC, do inglês Gripen Flight Test Center), em Gavião Peixoto (SP). Futuramente, ao final do desenvolvimento da versão monoposto, essa unidade vai ser incorporada à frota da FAB. 

Por ser uma aeronave em fase de testes, sua operação deve ser executada em ambientes controlados, sempre buscando a máxima segurança do piloto e da máquina. Os voos de testes na Suécia foram iniciados a partir de agosto de 2019 e, recentemente, o mesmo avião decolou pela primeira vez comandado por um oficial da FAB, o Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres.

As primeiras aeronaves em condições de serem utilizadas em operações de Força Aérea têm previsão de serem entregues para o Comando da Aeronáutica ao final de 2021.