Aguarde...

cotidiano

Araraquara bate recorde diário com três novas mortes por covid-19

Nesta segunda-feira (12), três mortes foram registradas em Araraquara e uma segue em investigação

| ACidadeON/Araraquara

Mais três mortes foram registradas em Araraquara (Foto: Reprodução)
 
Araraquara registrou nesta segunda-feira (12) três mortes em decorrência do coronavírus. É o maior número de mortes em um só dia desde março, início da pandemia. 

A primeira morte é de um homem de 58 anos com comorbidades que estava internado na Santa Casa de São Carlos desde o dia 11 de setembro. A segunda morte é uma mulher de 82 anos com comorbidades que estava internada na rede particular de Araraquara desde dia 24 de setembro. Já a terceira morte é um idoso de 95 anos, que deu entrada na rede particular da cidade em estado grave na noite do último domingo (11). 

Desde o começo de outubro, oito mortes foram registradas em Araraquara em decorrência da covid-19. Até o momento são 55 mortes desde março. Um óbito segue em investigação.

CASOS 
Nesta segunda-feira (12) foram registrados mais 34 casos de coronavírus, o equivalente a 30% das 130 amostras analisadas. Portanto, agora, são 4.959 casos confirmados na cidade. Do total de confirmados, 234 permanecem em quarentena e 4.670 já saíram. Aguardam resultado de exames 120 amostras.

Hoje, 53 pacientes estão internados. Destes, 39 estão em enfermaria sendo nove suspeitos e 30 confirmados. E 14 estão na Unidade Tratamento Intensivo (UTI) três suspeitos e 11 confirmados. Do total de 53 internados, 45 são moradores de Araraquara e 8 são de outros municípios e foram transferidos para hospitais da cidade.

Com relação às internações de todos os serviços hospitalares que disponibilizam leitos para Covid-19 (público e privado), a cidade conta hoje com uma taxa de ocupação de 39% de leitos de enfermaria e 25% de UTI.

Na Santa Casa de Araraquara, a taxa de ocupação de leitos para covid-19 está em 50% na enfermaria e 30% na UTI. No Hospital Estadual de Américo Brasiliense, que atende toda a região central, a taxa de ocupação de leitos é de 100% na enfermaria e de 90% na UTI. O Hospital de Campanha tem hoje 17 pacientes internados.

Todos os positivados, assim como seus comunicantes, estão sendo monitorados pelas equipes da Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é orientar e cobrar o cumprimento da quarentena.

Os dados sobre os bairros com casos confirmados e o perfil dos positivados podem ser consultados em link disponibilizado pela Prefeitura, em parceria com o grupo Urbie, Grupo de Inovação e Extensão em Engenharia Urbana. (https://arcg.is/neO5H)

Mais do ACidade ON