Aguarde...

cotidiano

Deputados aprovam retirar Furp e Itesp da lista de extinção

Após aprovação na Assembleia Legislativa, projeto com o novo texto segue para a sanção do governador João Dória

| ACidadeON/Araraquara

Furp, em Américo Brasiliense, saiu da lista de extinção (Foto: Amanda Rocha)
As empresas estatais paulistas Furp (a Fundação para o Remédio Popular), que tem uma unidade em Américo Brasiliense, e o Itesp (a Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo), que tem unidade aqui em Araraquara foram excluídas da lista de companhias que estão na mira do governo paulista para a extinção das atividades.  

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou, na última quarta-feira (14), um texto substitutivo do projeto de lei 529 que faz reajuste fiscal nas contas do governo paulista e pede o fim de 10 empresas públicas. A retirada da Furp e do Itesp foi proposta em uma emenda da deputada Janaína Paschoal (do PSL). Além das duas, também saíram a Fundação Oncocentro de São Paulo (Fosp), o Instituto de Medicina Social e de Criminologia (Imesc).

O texto substitutivo do relator especial designado, Alex de Madureira (PSD), que inclui a emenda, teve 48 votos a favor e 37 contra.

Os deputados também retiraram do projeto a obrigação das universidades estaduais e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) de destinar suas sobras orçamentária para o governo. A medida foi vista como uma interferência na autonomia das instituições.

O projeto com o novo texto segue, agora, para a sanção do governador João Dória. O governo paulista diz que o pacote de ajuste fiscal que foi aprovado é necessário para conter os gatos na casa dos R$10 bilhões no orçamento do ano que vem, por causa da pandemia.


Mais do ACidade ON