Aguarde...

cotidiano

Laudo aponta que cachorro do Parque Gramado morreu por maus-tratos

O responsável pelo animal foi ouvido pelo delegado de plantão e liberado por falta de materialidade

| ACidadeON/Araraquara

Laudo aponta que cachorro do Parque Gramado morreu por maus-tratos
Um laudo complementar entregue à Polícia Civil apontou que o cachorro morto no Parque Gramado, no último dia 26 de dezembro do ano passado, morreu de inanição.  

Sadam teria passado uma semana amarrado, sem água ou comida. Os vizinhos chamaram a Coordenadoria do Bem Estar Animal de Araraquara, mas, ao chegar no local, o animal acabou morrendo em frente ao fiscal da pasta.  

Na ocasião, o dono chegou a ser levado para o plantão policial, onde afirmou que estaria realizando um tratamento de saúde e, mas que teria deixado uma pessoa responsável por alimentar seu animal. Ele foi ouvido e liberado pelo delegado de plantão por falta de materialidade.  

A liberação do responsável pelo animal provocou a revolta em defensores dos direitos animais, que realizaram um laudo complementar, solicitado pela Comissão de Defesa dos Animais da OAB de Araraquara.  

"Na semana passada tivemos uma reunião com o delegado responsável pelo caso, onde solicitamos o acompanhamento, tanto por parte da diretoria da OAB como da comissão. O corpo do cachorro Sadam estava congelado e nós conseguimos realizar um laudo complementar, assinado por três médicas veterinárias, onde atesta o estado de maus-tratos. O cachorro morreu de inanição, quase sem massa muscular e ovos de mosca na boca. Um quadro muito triste. O laudo comprova que realmente o dono praticou crime de maus tratos", explica Carolina de Mattos Galvão, responsável pela comissão da OAB.  

Ainda de acordo com Carolina, o maior objetivo do grupo é punir e aplicação da lei em sansão.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON