Aguarde...

cotidiano

Banco é autuado por irregularidades na distribuição de senhas

Além de tempo excessivo de espera, unidade não disponibilizava acesso fácil às senhas de atendimento

| ACidadeON/Araraquara

 

Agência Bradesco, no Centro, acabou autuada pelo Procon (Foto: Reprodução Google Street View)

O Procon de Araraquara autuou uma agência do banco Bradesco, nesta terça-feira (19), por irregularidade na distribuição de senhas aos clientes e excesso de tempo de espera para atendimento. A agência bancária deveria disponibilizar o equipamento para retirada do bilhete com livre acesso para as pessoas.  

Em Araraquara, além das agências fazerem a devida distribuição das senhas, uma lei municipal de 2016 também regula o tempo máximo de espera nos bancos, que é no máximo 30 minutos do dia 1 ao dia 10 e nos dias 15, 20 e 25 de cada mês. Nos demais dias, o tempo máximo é de 15 minutos. O coordenador do Procon Araraquara, Rodrigo Martins, explica que na agência autuada o terminal de senhas estava colocado depois da porta giratória.  

"O que ocorre nessa agência é que o equipamento fica do lado de dentro, depois da porta giratória e tem dois funcionários do lado de fora que controlam a fila. O consumidor fica nessa fila e nós ficamos nela por 30 minutos até que o funcionário nos liberou para entrar na agência. Quando entramos que pegamos a senha, aí depois disso que começou a contar o tempo para o atendimento, de 15 minutos. Ou seja, permanecemos por 30 minutos para ter acesso a senha e depois eles tiveram mais 15 para o atendimento. Eles estão jogando a fila para o lado de fora e impedindo o consumidor de ter acesso a senha. Porque aí o consumidor não tem nem como fazer a reclamação para que possamos fazer a autuação do estabelecimento".  

Por ser a primeira vez que a irregularidade ocorreu na agência, o Bradesco não recebeu multa, mas uma autuação em forma de advertência. Caso haja reincidência, a multa é de 50 Unidades Fiscais Municipais (UFM), que corresponde a R$ 2,8 mil, para cada consumidor lesado no momento da fiscalização.  

"Essa agência foi autuada, como é a primeira vez, ele vai receber uma advertência, nós determinamos que eles corrigissem essa prática pois estourou o tempo dos 15 minutos, foi autuado por duas coisas, pelo tempo e falta de acesso do consumidor ao equipamento da senha e ele corrigindo não terá mais problemas. Vamos voltar a fiscalizar eles dentro de algum tempo e caso esses problemas sejam identificado novamente, serão autuados, mas aí a multa é de 50 UFMs e pode ser inclusive aumentada, pois é para cada cliente lesado na hora", finaliza. 

No final do ano passado, outras duas agências bancárias em Araraquara também foram fiscalizadas e as mesmas irregularidades foram encontradas. Todas receberam uma advertência.  

Em nota, o Bradesco informou que mantém o toten emissor de senhas devidamente instalado e em funcionamento, conforme as normas e política de segurança do banco. Disse, também, que o atendimento aos clientes segue todas as orientações do Decreto Municipal vigente que prevê diversas ações para evitar aglomerações. 

O consumidor que quiser denunciar irregularidades em seus direitos pode procurar o Procon de Araraquara pelo WhatsApp (16) 99701-0120 ou pelo telefone (16) 3301-3131, das 9h30 às 16h30.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON