Aguarde...

cotidiano

Após confusão entrega de kit-covid é cancelada em Araraquara

Voluntários e médico responsável pela distribuição na zona norte decidiram cancelar ação após reações negativas nas redes sociais

| ACidadeON/Araraquara

"Kit covid" seria distribuído na região do Vale Verde (Foto: Rede Social)
 
O agendamento de uma distribuição gratuita de "kit covid" que seria feita por voluntários de um projeto social junto com um médico, na zona norte de Araraquara, acabou cancelada após causar controvérsia. A ação estava marcada para acontecer neste sábado (10). 

Essa semana, uma publicação nas redes sociais anunciava a ação que aconteceria neste final de semana.  

Segundo a organização do Projeto Livres para Voar haveria a entrega de medicamentos para a prevenção do coronavírus na região do Vale Verde, um dos mais populosos da cidade. 

Nos kits seriam entregues doses de ivermectina remédio usado para o combate de vermes - e vitamina D. As receitas, segundo o projeto, seriam prescritas por um médico da cidade (leia mais abaixo). 

Vale destacar que a eficácia do tratamento precoce contra a covid-19 não é comprovada cientificamente e é combatida por pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS), Associação Médica Brasileira (AMB), entre outros órgãos de saúde.  

O 'kit covid' é um grupo de medicamentos fornecidos pelo Governo Federal à estados e municípios. Entre eles, estão cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina. Estudo liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 30 países já afirmou a ineficácia das drogas contra a Covdi-19. Contudo, os remédios são prescritos por uma parcela de médicos e recomendados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

Pelas redes sociais muitas críticas e questionamentos sobre a distribuição dos medicamentos começaram a surgir e por isso, nesta quinta-feira (8), a entrega que ocorreria no final de semana foi cancelada.  
 
Publicação que anunciava a distribuição (Foto: Rede Social)


DISTRIBUIÇÃO
Izak Jardim, um dos responsáveis do Projeto Livres para Voar diz que a distribuição foi cancelada após ataques virtuais e exposição negativa da ação nas redes sociais. 

O voluntário diz que estava ajudando na divulgação e que não tem vínculo político algum. Para ele, o projeto foi crucificado sem necessidade.  

"A distribuição foi cancelada. Não sabia que o medicamento era tão politizado e resolvemos não nos envolver nesse tipo de doação. O projeto estava ajudando somente na divulgação e quem estava doando era o médico que faria a receita tudo certinho. Crucificaram o projeto sem necessidade", lamenta. 

MÉDICO RESPONSÁVEL
O médico Sergio Leite, que assina as receitas, tem o número do Conselho Regional de Medicina (CRM) ativo. Procurado pela reportagem não atendeu as ligações. 

Por mensagens, o médico confirma o cancelamento da distribuição do kit e se diz apartidário.  

"Nossa intenção é apenas salvar vidas através da prevenção da covid-19 entre pessoas menos privilegiadas economicamente. Daí era nossa intenção a distribuição gratuita dos kits de prevenção. Gostaríamos de dar por encerrada a questão até que tenhamos nova oportunidade de fazer o bem sem holofotes", enfatiza.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON