Aguarde...

cotidiano

Caixa mantém atendimento em dia de paralisação em Araraquara

Das cinco unidades da cidade, exceto a agência da Rua Nove de Julho paralisou por 24 horas; as demais seguem funcionando normalmente

| ACidadeON/Araraquara

Paralisação em agência da Caixa no Centro de Araraquara (Foto: Milton Filho)

Em "dia de luta", apenas a Caixa Econômica Federal da Rua Nove de Julho, no Centro de Araraquara, paralisou as atividades por 24 horas. As demais agências funcionam normalmente nesta terça-feira (27). 

Na unidade, segundo informado à CBN, dos oito funcionários regulares, cinco apareceram para trabalhar. Porém, sem atendimento ao público, exceto para casos inadiáveis. 

Os atendimentos foram suspensos após assembleia virtual, realizada na última quinta-feira (22) e aprovada por 83% dos participantes. A paralisação segue por 24 horas. 

A secretária geral do sindicato que representa a categoria, Rosângela Silva Lorenzetti, explica que os trabalhadores são contra a abertura de capital da Caixa Seguridade na Bolsa de Valores. 
 
O sindicato também reivindica maior proteção contra a covid-19, inclusive com vacinação dos empregados da linha de frente e que fazem parte do grupo prioritário, e a contratação dos aprovados no concurso de 2014.

Segundo a representante do sindicato, duas agências paralisaram as atividades, em Araraquara. No entanto, a reportagem da CBN presenciou outra situação.  

As unidades da Caixa na Alameda Paulista, Avenida Bento de Abreu, Brasil e 7 de Setembro continuam com atendimento presencial e autoatendimento. 

Rosângela Silva Lorenzetti justifica que, por meio de liminar, a Caixa garantiu que 60% dos funcionários permaneçam trabalhando normalmente, prestando os serviços considerados essenciais. "Ontem a noite a Caixa conseguiu uma liminar que garante 60% dos funcionários fiquem no atendimento dos serviços essenciais", explica.

Por meio de nota, a CAIXA não comentou os itens que estão na pauta de reivindicações. Disse apenas que "está realizando a maior operação de pagamento de benefícios sociais da história", além da prestação de diversos serviços essenciais. 

Ainda segundo o banco, "milhões de brasileiros em situação de vulnerabilidade serão atendidos na rede de varejo da CAIXA ao longo desta semana". 

A Caixa finaliza dizendo que "participa de mesa permanente de negociação com as representações sindicais".


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON