Aguarde...

cotidiano

Paciente da Santa Casa reencontra familiares após 41 anos

Homem, de 55 anos, foi encontrado em rodovia sem identificação e mobilizou as redes sociais

| ACidadeON/Araraquara

Paciente foi identificado e reencontrou familiares após 41 anos (Foto: Divulgação)
 

Um paciente, de 55 anos, que havia sido encontrado em uma rodovia sem identificação reencontrou a irmã, que não via há 41 anos. Identificado e ao lado da familiar, ele vai morar em Porto Alegre (RS). 

A irmã, Vera Bueno esteve em Araraquara na última terça-feira (08), após viajar dois dias de ônibus vindo do Rio Grande do Sul. O reencontro com o irmão foi cercado de emoção e acompanhado pelo serviço social da Santa Casa. 

As profissionais do hospital organizaram uma rifa para ser vendida no local já que os irmãos não tinham dinheiro para comprar as passagens de volta, mesmo preferindo ir embora de ônibus até Porto Alegre.    

CLIQUE E RELEMBRE A HISTÓRIA 

Santa Casa de Araraquara pede apoio para identificar paciente

Em poucas horas, os colaboradores contribuíram com a causa e a família pôde retornar para casa em meio aos aplausos pelo corredor da unidade.

"Quero agradecer toda a equipe do hospital. Eu estou saindo apaixonada por todos daqui da Santa Casa, agradecida e emocionada pelo amor de vocês, pela dedicação. O que vocês fazem é muito raro hoje em dia. Vocês vão morar no meu coração por toda eternidade. Agradeço pelo carinho que cuidaram do meu irmão e pelo carinho comigo", afirma Vera.

DO RESGATE NA RODOVIA PARA OS BRAÇOS DA IRMÃ
O homem, de 55 anos, deu entrada na Santa Casa no dia 18 de maio após ser encontrado descordado no acostamento da rodovia Washington Luís, próximo a Ibaté.  

Ele ficou intubado por quatro dias até melhorar e poder conversar com a equipe do serviço social. Confuso, ele contou que não via a família há mais de 40 anos. 

Sem qualquer identificação, a equipe iniciou um trabalho de investigação para tentar descobrir o paradeiro da família dele.  

Paciente possui tatuagem e cicatriz no braço (Foto: Divulgação)

Wendy Gomes de Brito, Izabela Quintas Soares Lario e a estagiária Fernanda Bortolete Amaral foram as responsáveis pela pesquisa.

O grupo fez ligações para estabelecimentos comerciais na beira da rodovia, serviços de assistência social de cidades vizinhas até que conseguiram, por algumas lembranças do paciente, encontrar uma irmã em Porto Alegre.

O primeiro contato com a irmã, Vera Bueno, aconteceu no leito do hospital por uma vídeo-chamada feita pelas colaboradoras do serviço social.  

Emocionada, ela havia prometido que viria para Araraquara para rever o irmão desaparecido e que o levaria de volta para casa. Com a promessa cumprida, agora é viver uma nova vida. 

"Foi gratificante ajudar nesse reencontro. Renovou toda nossa esperança diante dos dias difíceis que estamos vivendo", contou a assistente social, Wendy.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON