Publicidade

cotidiano

Família passa dificuldades e mãe faz pedido de emprego em Araraquara

Mãe está desempregada e vive com cinco filhos em uma casa de dois cômodos; eles tem vivido de doações

| ACidadeON/Araraquara -

 

Mãe pede emprego em Araraquara para sustentar a família (Foto: Amanda Rocha)

Com lágrimas nos olhos, a araraquarense Taís Aparecida Carvalho, de 35 anos, contou um pouco das dificuldades que vem enfrentando nos últimos tempos. 

Desempregada, ela vive com cinco filhos em uma casa de dois cômodos, no Parque São Paulo, em Araraquara.
A família dorme em um cômodo pequeno. 

São três camas, sendo duas improvisadas em tijolos e estrados. Não há lençol, nem ventilador. A casa é quente, com telhas de fibrocimento. 

Com renda aproximada de R$ 600, parte do Bolsa Família e da pensão alimentícia das crianças, as contas de luz e água estão todas atrasadas. 

São valores entre R$ 30 e R$ 70 reais que foram se acumulando. Carvalho renegociou com o Departamento Autônomo de Água e Esgotos de Araraquara (Daae) mas mesmo assim não conseguiu pagar. 

"Já fui no Daae e parcelei as minhas águas, conseguiram anular pra mim e estou no programa de família de baixa renda. Mas estou com 5 talões de luz atrasados, tem de 30 a 60 reais. A luz ainda não cortou Graças a Deus", contou.
Outra dívida que Taís precisa quitar é da geladeira, as parcelas são de R$ 300 e ainda falta um ano para encerrar o carnê.  

"Eu não posso deixar de pagar o carnê porque está no nome de outra pessoa que emprestou o nome para mim", informou.

"PRECISO DE UM SERVIÇO"
Fora o problema das contas atrasadas, falta alimentos para por na mesa. A última cesta que conseguiu foi através de doação de amigos do bairro. Taís mostrou o armário onde havia um pacote de arroz, feijão e macarrão. Na geladeira havia pouca coisa. 

"Não vou mentir, mas já chegamos a passar fome e tive que colocar as crianças para dormir sem comer. Estamos passando por muito perrengue" expôs.  

Quarto pequeno e quente abriga as seis pessoas da família (Foto: Amanda Rocha)

A família ganhou o gás de cozinha recentemente porque estava sem. "Eu vou ser sincera, estamos comendo o que vem de doação", disse. 

Taís está desempregada há um ano, ela chegou a trabalhar como agente municipal no combate à dengue. A filha mais velha de 17 anos estava trabalhando como menor aprendiz mas o contrato venceu no mês passado. 

Para Taís, o mais urgente é conseguir um trabalho. "Do fundo do meu coração o que mais quero é um serviço, eu sei fazer o que for necessário, o que vier eu pego", comentou. 

PEDIDO DE AJUDA
A desempregada enfatizou também que aceita material de construção para fazer outro cômodo na casa, que é muito apertada para a família. A casa tem um terreno grande no fundo.  

Casa tem terreno no fundo, mãe pede doação de material de construção (Foto: Amanda Rocha)

"Se alguém puder me ajudar com material de construção pra eu erguer mais um quarto pro meus filhos, eu agradeço. É muito apertado", frisou. 

Para ajudar a família de Taís com alimentos, roupa de cama e material de construção entre em contato no endereço Avenida Arlindo Rodrigues da Costa 221. A casa está sem a numeração e possui um portão marrom. O telefone de contato é o (16) 99757-9539 (Taís).   

O QUE DIZ A PREFEITURA
Em nota a Prefeitura de Araraquara informou que o caso é acompanhado há tempos pela gestão e equipe técnica do CRAS Parque São Paulo. 

"Ela é beneficiária do Programa Bolsa Cidadania, que estabelece critérios como condicionalidade. Neste caso, ela se ausentou da atividade de capacitação que ocorre mensalmente, sem nenhuma justificativa e teve o benefício suspenso", frisou a nota. 

De acordo com a nota, a equipes do Cras já agendou uma visita técnica para esta quarta-feira (22) para entrar com todos os encaminhamentos e intervenções necessários. 

"Ela vai receber uma cesta básica, como medida emergencial, e todas as orientações necessárias para que o pagamento do benefício municipal também possa ser retomado", finalizou a Prefeitura.



Mais notícias


Publicidade