Publicidade

cotidiano

Acidente de trânsito com vítimas fatais aumentou 92% em Araraquara

Acidentes sem vítimas também aumentaram: 631 para 761, elevação de 19% de um ano para o outro

| ACidadeON/Araraquara -

araraquara cidade trânsito via expressa carros cidade
Via expressa (Foto: Amanda Rocha)

Entre janeiro e agosto deste ano, 25 pessoas perderam a vida em Araraquara em acidentes de transito. O número é 92% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, com 13 mortes no total. 

Os dados são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (InfoSiga). 

Na Semana Nacional do Trânsito, chama atenção crescimento do número de vítimas fatais e também os acidentes sem vítima. 

A maioria das vítimas são motociclistas, das 13 pessoas que perderam as vidas no ano passado ,11 conduziam motocicletas. Na sequencia aparecem os pedestres e ocupantes de automóveis. 

O tenente da Polícia Rodoviária, Marcelo Benedito Ferraz, enfatizou que as estatísticas mostram que os acidentes acontecem por falha humana. 

"Seja por desatenção, ou consumo de bebida alcoólica, excesso de velocidade por má manutenção do veículo, a via traz esses problemas, 90% é falha humana, ou fez a mais ou a menos", apontou. 

RODOVIAS
Mesmo com as mortes concentradas em via urbana, 48% do total tem acontecido em rodovias. Ações vem sendo realizadas por agentes do trânsito em rodovias da cidade e região. 

Na última terça-feira (21), motoristas eram abordados pela Policia Rodoviária na Rodovia Washington Luís e recebiam orientações da Triângulo do Sol, concessionária que administra o trecho. 

A ouvidora e coordenadora das ações no transito, Karina Domingos diz que os motoristas precisam ter consciência da responsabilidade individual para garantir um trânsito mais seguro. 

"O objetivo dessas ações é lembrar as pessoas da responsabilidade delas na prevenção de acidentes, durante as orientações nos damos dicas como, respeitar os limites de velocidade da via, usar capacete, manter distância segura entre o seu veículo da frente, além de manter a moto em boas condições de uso e respeitar as leis de transito", frisou. 

PERFIL DOS ACIDENTES
Acidentes sem vítimas também aumentaram: 631 para 761, elevação de 19% de um ano para o outro.
Dos acidentes sem vítimas 344 foram colisões, sendo 45% do total, as vias municipais concentraram 88% dos casos e apenas 9% deles aconteceram em rodovias. 

O tenente Ferraz destaca a importância das ações na Semana Nacional do Trânsito como forma de reeducar os motoristas. Ele afirma que o transito é ainda mais letal que as drogas. 

"É muito importante e de interesse da sociedade a redução dos acidentes com vítimas fatais, que é nossa maior preocupação. Fiscalizamos com intuito de reeducar o cidadão mas é importante que tenha uma base desde criança que a educação no transito salva vidas, o transito mata mais do que as drogas no Brasil", comentou. 

A coordenaria de Mobilidade Urbana de Araraquara foi procurada pela reportagem mas até o fechamento da matéria não retornou.

Mais notícias


Publicidade