Publicidade

cotidiano

Dicas para evitar 'dor de cabeça' com presente de Dia das Crianças

Procon de Araraquara orienta consumidor para hora da compra de produtos presencial ou pela internet

| ACidadeON/Araraquara -

Dia das Crianças é considerada terceira melhor data para o comércio varejista (Foto: Luciano Claudino/Código 19)
 

 

Considerada a terceira melhor data para o comércio varejista, o Dia das Crianças também pode ser sinônimo de dor de cabeça para o consumidor. Há quem aproveite para tirar vantagens com aumentos expressivos nos preços, ou até mesmo aqueles que se aproveitam da alta procura por presentes para aplicar golpes com links suspeitos nas redes sociais. 

De olho nisso, o Procon de Araraquara apresentou diferentes orientações para que o consumidor não seja prejudicado e faça uma compra segura. O primeiro ponto apresentado pelo coordenador do órgão, Rodrigo Martins, está relacionado às compras presenciais, que podem apresentar variação nos preços dos mesmos produtos. 

"É importante que elas [pessoas] façam uma pesquisa de preços, pois costumamos encontrar diferenças bem grandes de uma loja para outra no mesmo produto. As vezes produtos similares são mais baratos, ou o mesmo produto em lojas diferentes os preços acabam sendo maiores, então pesquisar é uma coisa positiva", apontou. 

Em relação às compras realizadas pela internet, o responsável pelo órgão de defesa do consumidor ressaltou que é preciso evitar comprar através de links recebidos, além da necessidade de pesquisar a reputação da empresa que está vendendo determinado produto. Essas duas ações podem evitar os golpes digitais e "dor de cabeça" para o consumidor. 

"Quando for fazer uma compra é importante o consumidor acessar um site para fazer a compra do produto e também é possível através da internet fazer uma pesquisa de preços. Importante ver a questão do preço, as condições de compra, pois as vezes você encontra promoções interessantes. Evitar comprar fora dos sites oficiais das empresas", alertou. 

"Temos no site do Procon uma lista de empresas que não são indicadas para compra, então o consumidor antes de comprar, se for um site duvidoso consegue verificar a reputação antes, assim como pode usar outro tipo de ferramenta, como o Reclame Aqui, onde podemos consultar qual a reputação desse fornecedor, se está entregando o produto ou há muitas reclamações", completou. 

VEJA AS PRINCIPAIS DICAS DO PROCON ARARAQUARA:
- Ao escolher o presente, o consumidor deve considerar a idade, o interesse e a habilidade da criança e dar preferência a brinquedos educativos que estimulem a coordenação motora, a inteligência, a afetividade, a criatividade e a socialização.

- É importante saber que na embalagem do brinquedo devem constar a indicação da idade ou faixa etária, instruções de uso e de montagem, descrição exata dos itens inseridos, identificação do fabricante (nome, CNPJ e endereço) ou importador (caso o brinquedo seja importado), eventuais riscos que possam apresentar à criança e o selo de certificação do Inmetro.

Golpes em ambiente virtual dicas para evitá-los:

- desconfie de preço muito abaixo do praticado no mercado;

- não confie e não compartilhe links e informações dos quais não tenha certeza da origem;

- não forneça dados, senhas, códigos, etc;

- não acredite em ofertas de ajuda, sorteio, dinheiro etc enviadas pelo whatsapp, redes sociais, e-mails e não clique nesses links;

- não preencha formulários que não estejam nos sites oficiais;

- baixe aplicativos apenas das lojas oficiais;

- em caso de dúvidas ou dificuldades, procure um familiar ou amigo que possa ajudar;

- utilize antivírus no computador, tablet e smartphone;

- confira sempre o endereço eletrônico do site - existem páginas falsas que utilizam o nome de grandes empresas e criam páginas com layout parecido com o das lojas originais; o endereço do falso site leva o nome de empresa conhecida, mas com o final diferente.

Mais notícias


Publicidade