Publicidade

cotidiano

CEI investiga falta de medicamentos em farmácia de Gavião Peixoto

A secretaria municipal de Saúde será o primeiro órgão a prestar esclarecimento; expectativa é que as oitivas comecem na semana que vem

| ACidadeON/Araraquara -

Gavião Peixoto conseguiu emancipação de Araraquara em 1995 (Foto: Reprodução Redes Sociais)
Câmara de Gavião Peixoto instaura CEI para investigar falta de medicamentos na cidade  (Foto: Reprodução Redes Sociais)
A Câmara de Gavião Peixoto instaurou uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar a falta de medicamentos na farmácia do município. Na última quarta-feira (13), os vereadores definiriam os primeiros nomes que serão ouvidos. 

O presidente da CEI, vereador Álvaro Giro (PSB), disse que a expectativa é que as oitivas comecem na semana que vem. A secretaria municipal de Saúde será o primeiro órgão a prestar esclarecimentos.  

"Nós vamos pedir a questão das compras de medicamentos, para saber onde teve esse desencontro, dessa falha, na prestação de serviço. Essa reclamação é recorrente, essa reclamação não é apenas nessa administração, pois nas administrações passadas também tivemos problema com essa questão de medicamentos, porém, chegou com maior contundência nessa administração. Estamos lá para isso, tentar resolver o problema nessa administração. Não havendo muitos meios para solucionar, decidimos instaurar a comissão", explica. 

Funcionários e usuários da farmácia também serão ouvidos. 

A CEI também espera se reunir com a Diretoria Regional de Saúde (DRS-III) para buscar informações referentes à logística de entrega de medicamentos.
O parlamentar explica que a comissão foi instaurada após reclamações constantes da população. Inicialmente, em relação aos remédios de alto custo, mas, posteriormente, de maneira mais ampla, abrangendo, todos os tipos de medicamentos. 

"As reclamações eram de certa forma constantes e mais direcionadas para os remédios de alto custo, que são de responsabilidade primária do governo do Estado. Ocorre que, passado o tempo, as reclamações passaram a vir de maneira mais constante e também abrangendo os remédios padronizados do município, uma vez que nos deparamos com a falta de remédios na farmácia municipal, porém, nas farmácias particulares do município havia em estoque. Por enquanto a instauração da CEI já cumpriu a função pedagógica da medida, ao passo que o município já tem recebido medicamento" 

A prefeitura de Gavião Peixoto negou as denúncias e disse que não mede esforços para atender a população que precisa de remédios. 

Por meio de nota, afirma que é "de conhecimento público que, em virtude da pandemia, desde o segundo semestre de 2020, vem ocorrendo falta de matéria prima junto aos laboratórios para fabricação dos medicamentos, ocasionando atrasos ou falta destes para compra e entrega aos mais necessitados".  

E que, mesmo diante das dificuldades impostas, os pacientes vêm recebendo seus medicamentos, mesmo que às vezes com atraso.  

Sobre a CEI afirma que é "importante, neste momento, que seja feita a apuração completa pelos nobres vereadores, uma vez que isso só fortifica a maneira democrática que esta administração se pauta".

Mais notícias


Publicidade