Publicidade

cotidiano

Postos realizam exames de HIV, sífilis e hepatites neste sábado

Ação especial em Araraquara envolve 35 unidade de saúde das 08 às 13h

| ACidadeON/Araraquara -

Araraquara realiza testagem de HIV, Sífilis e hepatites nos postos de Araraquara Foto: Reprodução
Neste sábado (04), os 35 postos de saúde de Araraquara funcionarão das 08 às 13 horas, exclusivamente para testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites B e C. O plantão faz parte da programação especial do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado em 1° de dezembro. 

A coordenadora do Programa Municipal de DST/Aids de Araraquara, Saliane Ribeiro, falou sobre a relevância da ação. "A importância dessa ação é que estamos fazendo uma busca ativa dessas infecções. Estamos buscando aquele paciente que às vezes é portador e não sabe. Muitas vezes, por falta de tempo, pelo trabalho ou por dificuldades de se locomover durante a semana, essas pessoas acabam não indo até as unidades para realizar o exame, por isso abriremos os postos para favorecer essas pessoas", explicou.

Saliane mencionou as profissionais que colocaram a ideia em prática. "Foi uma iniciativa da Secretaria de Saúde, da nossa secretária Eliana Honain, da Dra. Talita, nossa coordenadora de Atenção Básica, e das enfermeiras Nathalia Thomazin Rios, que é coordenadora de Enfermagem do município, e a enfermeira Glaucia Helena de Andrade Macedo Falcoski, que é coordenadora dos CMSs [Centros Municipais de Saúde]. Também é uma iniciativa do CTA [Centro de Testagem e Aconselhamento]. Nossa gratidão a essas pessoas", enalteceu.

O Dia Mundial de Luta Contra a Aids em Araraquara também contou com um evento realizado no Paço Municipal, que contou com testagem rápida de HIV e sífilis, aferição de pressão arterial e glicemia, aconselhamento, mini-palestras e entrega de preservativos e materiais educativos. Na ocasião, foi feito o pré-lançamento da PREP (Profilaxia Pré-Exposição) pelo CTA/IST/AIDS de Araraquara e o lançamento do projeto "Close na Prevenção".

Embora a Aids não tenha cura, o tratamento totalmente gratuito é uma forma efetiva de melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas e quebrar a cadeia de transmissão do vírus.

Mais notícias


Publicidade