Publicidade

cotidiano

Em quatro meses, Araraquara registra 25 focos de queimadas

Número representa queda de 53% em relação ao mesmo período de 2021; período de estiagem acende sinal de alerta

| ACidadeON/Araraquara -

 

Fogo consome vegetação na zona rural de Araraquara (Foto: Amanda Rocha/ acidade on)

Até abril desde ano, Araraquara registrou 25 focos de queimadas. O número representa uma queda de 53% em relação ao mesmo período de 2021, quando a cidade contabilizou 54 casos. 

Os dados fazem parte do Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Em todo ano passado, foram 890 ocorrências. 

Mesmo com esta redução, o período de estiagem acende sinal de alerta. Entre março e setembro, a vegetação costuma ficar mais seca e suscetível às queimadas por conta da diminuição da chuva e da umidade relativa do ar. 

Neste período, o município põe em prática o Plano de Contingência Operação Estiagem. Dentre as ações está a Semana Municipal de Conscientização, Prevenção e Combate à Prática de Queimadas Urbanas. 

"Começando o período de estiagem, nós elaboramos uma semana intensa de atividades para conscientização e sensibilização da população", disse o gerente de Planejamento, Sustentabilidade e Educação Ambiental, Valter Iost, em entrevista à Rádio CBN. 

QUEIMADA É CRIME 

A prática de queimada é crime, com pena de detenção de seis meses a um ano, além de multa. A penalidade pode aumentar para reclusão de um a cinco anos em caso mais graves, como danos diretos à saúde da população. 

O secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Coronel João Alberto Nogueira Júnior, ressaltou que o serviço de inteligência da Guarda Municipal tem auxiliado na identificação de autores de crimes relacionados às queimadas urbanas. "Contamos com a colaboração da população que pode denunciar qualquer atitude suspeita". 

COMO PEDIR AJUDA 

Para combate às chamas, a população deve entrar em contato diretamente com o Corpo de Bombeiros, pelo 193

No caso de denúncias e averiguações pós-ocorrências de queimadas, o contato precisa ser feito com a secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, pelo (16)3339-5000 para que os fiscais avaliem a situação e autuem os responsáveis.

Mais notícias


Publicidade