Publicidade

cotidiano

Ação contra a LGBTfobia é realizada em unidades do CRAS

Questões relacionadas à discriminação de gênero e sexualidade integram programação que vai até o final do mês em Araraquara

| ACidadeON/Araraquara -

Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 





No mês de maio é comemorada a luta contra a LGBTfobia, uma data para marcar a diversidade e a luta contra todos os tipos de preconceito. Em Araraquara, uma série de ações será desenvolvida pela Assessoria Municipal de Políticas LGBTQIA+ de Araraquara, vinculada à Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular. 

No último dia 17 de maio foi celebrada a data que se estende com programações até o final do mês em Araraquara. 

Erika Matheus, assessora especial de Políticas LGBTQIA+ da Prefeitura de Araraquara, destaca a relevância da data no Brasil. 

"Hoje, havendo de abranger a luta para cada identidade de gênero e orientação sexual, realiza-se a Luta Mundial contra a LGBTfobia.  Percebemos a necessidade de todos refletirem sobre a problemática e conscientizar-se. O Brasil segue sendo o país com mais violência contra pessoas LGBTs no mundo e, além disso, o país que mais mata pessoas trans no planeta. Assim, é importante que participemos das atividades, estejamos atentos e façamos nossa parte na luta contra este estigma", analisou.

Por marcar a data, foi preparada uma programação de caráter educativo, virtual e presencial, que vai abranger tanto os equipamentos da rede pública do município, quanto outras instituições, para tratar das questões relacionadas à discriminação de gênero e sexualidade durante todo o mês. As ações também farão um 'link' com parte do mês de junho, quando é celebrado o Orgulho LGBTQIA+.

Uma das ações é o 'tour' por todos os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) de Araraquara para tratar sobre o tema com seus beneficiários. Muitos destes possuem LGBTs na família e, momentos assim, auxiliam no conhecimento, proteção e apoio a estas pessoas.

O primeiro encontro será no Valle Verde nesta quinta (19) e posteriormente as visitas serão realizadas no Vale do Sol, São Rafael, Cruzeiro do Sul, Parque São Paulo, Maria Luiza, Selmi Dei, Cecap, Hortências e Yolanda Ópice. 

"Esta ação tem importância vital na construção de uma rede de apoio e fortificação de vínculo de pessoas LGBTs e seus familiares. O preconceito é latente e, com ajuda da nossa família, que realmente nos ama, a luta pode ser levada de maneira menos dolorida e com apoio. Mas, para isso, é necessário entender o que vem a ser gênero, sexualidade, as opressões acerca destes pontos e como atuar na luta de amparo. Este será o objetivo das rodas de conversa que terão como tema a luta contra a LGBTfobia", acrescentou Erika.


PROGRAMAÇÃO NOS CRAS

19 de maio - 14h - Valle Verde

24 de maio - 14h - Vale do Sol

18 de maio - 14h - São Rafael

20 de maio - 13h30 - Cruzeiro do Sul

23 de maio - 14h - Parque São Paulo

25 de maio - 14h - Maria Luiza

27 de maio - 14h - Selmi Dei

02 de junho - 14h - Cecap

07 de maio - 14h - Hortências

09 de junho - 14h - Yolanda Ópice

Publicidade