Publicidade

cotidiano

Vigilância Epidemiológica realiza vistoria, nebulização e fumacê

Ações de combate ao mosquito Aedes aegypti serão executadas em seis bairros da cidade

| ACidadeON/Araraquara -

Araraquara chegou a 13ª morte por dengue em 2022 (Foto: Divulgação)
Nesta quinta-feira (19), os agentes de combate a endemias da Vigilância Epidemiológica realizarão trabalhos de vistoria casa a casa em busca de possíveis criadouros nos bairros do Jardim Biagioni, Jardim Santa Lúcia, Vila Santa Maria e Jardim Marivan. Já a nebulização passará pelo Jardim Nova Época, enquanto o fumacê será realizado no Parque das Laranjeiras.

Com o objetivo de conter a epidemia de dengue na cidade, a Prefeitura intensificou suas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Como 80% dos criadouros de dengue se encontram nas residências, é visitada uma média de 30 mil casas por mês e em metade delas o trabalho não é concluído por falta de autorização para a entrada.

NÚMERO DE CASOS 
Segundo números divulgados nesta quarta-feira (18) pela Vigilância, no ano de 2022 foram registrados 7.506 casos confirmados de dengue. Foram 150 casos em janeiro, 701 casos em fevereiro, 4.234 em março, 2.592 em abril e 211 em maio.


Neste ano, 13 óbitos causados pela dengue foram registrados em Araraquara. O último óbito confirmado é de um idoso de 79 anos, com comorbidades, que foi internado em unidade hospitalar da rede particular e faleceu no dia 15 de maio.

ATENDIMENTO 
O Centro de Atendimento de Dengue funciona no hospital de campanha, diariamente, inclusive finais de semana e feriados, das 7h às 21h. E todas as unidades de saúde do município também atendem casos suspeitos de dengue os postos funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30, e as UPAs, 24 horas por dia.

Vale acrescentar que a UPA da Vila Xavier, que desde o início da pandemia de Covid-19 atendia exclusivamente casos da síndrome gripal, já retomou o atendimento de outras patologias, inclusive dengue.


Publicidade