Geladeira comunitária é retirada temporariamente após briga entre moradores de rua

Vidro foi quebrado e deve ser consertado até o final da semana; Guarda Municipal deve reforçar segurança

    • ACidadeON/Araraquara
    • Pamela Cadamuro
ACidade ON - Araraquara
Geladeira precisou ser retirada após ter o vidro quebrado durante briga entre moradores de rua (Amanda Rocha/ACidadeON Araraquara)


A geladeira comunitária localizada em frente a uma padaria perto da praça do Faveral, no Santa Angelina, precisou ser retirada temporariamente após ter o vidro quebrado durante um desentendimento entre moradores de rua pela comida na tarde do último domingo (15). O projeto, no entanto, deve ser retomado até o final desta semana.

LEIA TAMBÉM: Geladeira comunitária reduz desperdício e ajuda o próximo em Araraquara

Segundo o proprietário da padaria idealizadora da iniciativa, uma reunião deve ser realizada ainda na tarde desta segunda-feira (16) entre ele e representantes da Guarda Municipal e Assistência Social, já que a presença de viciados em entorpecentes na praça gerava falta de segurança ao local e muitos, inclusive, pegavam a comida para trocar em drogas. A segurança no local deve ser reforçada.

ACidade ON - Araraquara
A balconista Elza Dias mostra alimentos colocados como doação na geladeira (Amanda Rocha/ACidadeON Araraquara)


"Muita gente estava contribuindo, mas virou um problema quando essas pessoas começaram a pegar as comidas deixadas para vender ou trocar por drogas, além das brigas pelos alimentos. Apesar disso, vamos continuar com o projeto, principalmente agora que teremos o apoio da Guarda e assistência social", contou Ednan Henrique Dalle Piage.

Ainda segundo Ednan, o objetivo é fazer com que o problema seja resolvido e as pessoas continuem a doar os alimentos a quem precisa. "Não vamos parar, tem gente que precisa e é beneficiada por essas doações, precisamos pensar nelas", complementa.

Solidariedade
Em funcionamento há pouco mais de um mês, qualquer pessoa pode colocar alimentos na geladeira, como frutas, legumes, leite, pães, iogurte e refeições prontas, como marmitas. Caso o produto não tenha a data de vencimento na embalagem, o ideal é que seja anotado para não correr o risco de estragar. Como a geladeira não tem freezer, não é indicado doar carne, peixe ou frango cru.

A ideia faz parte do “Freedge – geladeiras comunitárias”, uma iniciativa nos Estados Unidos que fez diversas pesquisas sobre o assunto e oferece suporte para quem quer criar uma geladeira comunitária também. De acordo com eles, o propósito é criar um espaço de compartilhamento livre para reduzir o desperdício de alimentos e promover a proximidade entre as pessoas.


4 Comentário(s)

Comentário

edgarleonardo

Publicado:

Eu amo vcsss ,sou mto grato ,vcs são meus heróis

Comentário

celia maria

Publicado:

Um país onde a educação é esquecida pelos governantes, não vai para frente. Político no Brasil só pensa nele! Porque não começam a reforma da Previdência pelos políticos? Onde já se viu um político que ganha muito, tem toda regalia que não precisa, se aposenta com um salário que ganha em folha? Tem direito a escola até para filhos, assim como saúde? Isso tudo pago pelo povo e até pelos quase 13 milhões de desempregados (depois vem com um aumento insignificante para os aposentados com a historinha de que não tem dinheiro?).......Sabemos que precisamos de mudanças, mas vamos lá... 1 - Políticos que enfiaram o Brasil nesse buraco, devolvam o que desviaram e por favor desapareçam e nunca mais irão ver dinheiro do governo e 2 - comecem as mudanças pelos salários dos políticos, do Legislativo, Executivo e Judiciário, pronto...vai entrar dinheiro pra caramba, vagabundos destroem o Brasil e o povo que não tem nada a ver com isso tem que pagar? Quem destruiu que pague a conta. Simples assim! Aí vai dar pra Educação, Saúde e Segurança.

Comentário

Flavio

Publicado:

Excelente iniciativa. Não desanimem por causa dos maus, os bons são a maioria.

Comentário

Riccardo

Publicado:

Politica?Religião?Nãoooooooooo,o problema é o povo mesmo!!