Aguarde...

cotidiano

HEAB será referência para atendimento ao coronavírus

Secretária de Saúde, Eliana Honain, ressalta que o hospital já se destaca pelo atendimento de pacientes com doenças infectocontagiosas

| ACidadeON/Araraquara

Hospital Estadual de Américo Brasiliense é referência em doenças infectocontagiosas e paliativos (Foto: Divulgação)
 
Araraquara está se estruturando para atender pacientes infectados com coronavírus. Segundo informação da secretária de Saúde, Eliana Honain, além da Santa Casa, o Hospital Estadual de Américo Brasiliense (HEAB) deve servir de apoio ao atendimento. 

Na Santa Casa estão disponíveis para atender pacientes com covid19, 14 leitos na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além de 45 leitos de enfermaria. 

No HEAB estão disponíveis 10 leitos de UTI e 32 leitos de internação. "O HEAB já é um hospital de grande referência para doenças infectocontagiosas e casos paliativos e deve ser fundamental neste momento", diz Eliana. 

A secretária de saúde explica que serão internados os casos mais graves da doença, pacientes que apresentam problemas respiratórios. "As UPAS (Unidades de Pronto Atendimento) e a emergência da Santa Casa também tem respiradores que podem ser utilizados", reforça.   
 
A internação será via Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS). É importante ressaltar que os pacientes não devem procurar diretamente o HEAB ou a Santa Casa, os encaminhamentos devem ser feitos pelas unidades de saúde. 
 
Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa, o hospital estuda cancelar as cirurgias eletivas, ou seja, as que não são urgentes. 

É importante salientar que uma pessoa contaminada pelo coronavírus pode apresentar sintomas variados, desde infecções em vias aéreas superiores bem parecidas com um resfriado comum ou até casos de pneumonia ou insuficiências respiratórias agudas. Por se tratar de uma doença nova, quaisquer indícios de dificuldades respiratórias merecem atenção especial. 

Sintomas como febre, dor no corpo, tosse seca também são comuns. 

O contágio acontece por contato físico, como beijo, abraço e aperto de mão. 

Entre as prevenções mais eficazes está lavar as mãos com frequência e evitar aglomerações.

Mais do ACidade ON