Aguarde...

cotidiano

Como ocupar o dia das crianças durante a quarentena

Profissional dá dicas de brincadeiras ideias para cada faixa etária; brincar junto com os filhos é uma oportunidade para estreitar os laços

| ACidadeON/Araraquara

Ocupar o dia das crianças é uma tarefa árdua nesta quarentena (Foto: Reprodução)
 
Enquanto a pandemia do novo coronavírus provoca a suspensão de aulas em escolas, uma nova equação precisa ser resolvida. Como lidar com as crianças que agora passam os dias em casa? Como boa parte dos familiares estão em home office, esse acaba sendo um momento oportuno para, além da diversão, estreitar laços entre pais e filhos.

A psicopedagoga Fernanda Janone diz que o momento é ideal para estabelecer um diálogo sincero e construtivo, mostrando que recesso não é férias e que uma rotina precisa ser estabelecida. "É necessário por exemplo, ter hora para acordar e hora para dormir, para fazer as refeições, brincar e assistir televisão ou jogar videogame. A rotina é parte fundamental neste período", diz ela.

Estabelecida a rotina, Fernanda propõe ideias de brincadeiras para cada faixa etária.  

Os menores, até dez anos, precisam desenvolver o raciocínio, a lógica e a coordenação motora, para isso a indicação são brincadeiras como morto-vivo, caça objetos, mimica, pista de carrinhos, pintura, guerra de travesseiros, cabanas e contação de histórias.

Para os maiores, de 11 a 14 anos, as brincadeiras como jogo da velha, memória, dama, uno, forca, são ideias. "Os mais velhos gostam de jogos de raciocínio e isso deve ser estimulado, além de atividades físicas e também pode incluir leitura e interpretação de textos", afirma ela.

Fernanda diz que é importante aproveitar este tempo em família, para estar mais próximos dos filhos e as atividades valem também para os pais. "Brincar junto é importante", diz ela.  

"Esse envolvimento não só estreita laços afetivos entre pais e filhos como aumenta o interesse e a motivação da criança", finaliza.

Mais do ACidade ON