Aguarde...

cotidiano

Saúde enfrenta problemas com famílias que estão em quarentena

Segundo a secretária de Saúde muitas famílias com casos suspeitos não respeitam o isolamento social

| ACidadeON/Araraquara

Eliana Honain fala de dificuldade para manter famílias de suspeitos em quarentena (Foto: Divulgação/Câmara)

A Secretaria da Saúde tem enfrentado problemas com algumas famílias de pacientes com suspeita de covid-19. Essas famílias não estão respeitando o período de quarentena.  

A secretária Eliana Honain afirma que a pasta segue duas linhas de trabalho. A primeira é reforçar o isolamento social e a segunda o bloqueio, em casos suspeitos, onde a família e quem teve contato com o paciente são comunicados sobre a quarentena. Agentes de saúde fazem visitas às famílias que precisam ficar isoladas.  

"Nós vamos quase que diariamente, por enquanto estamos dando conta de diariamente ir na casa dos suspeitos ou até dos confirmados e as pessoas não estão fazendo quarentena. E aí nós vamos comprometer tudo. É uma situação muito preocupante, as pessoas que estão de quarentena tem que permanecer de quarentena porque ela está colocando em risco muitas pessoas, afinal, tem estudos que apontam que só uma pessoa contamina de duas a cinco outras", afirma.  

Outro problema é a falta de consciência da população sobre a importância do isolamento, conforme explica Eliana Honain. "As pessoas insistem ainda em não acreditar. E outra, algumas acham que é só o grupo de risco que não deve sair. Grupo de risco é pra não sair nunca, em hipótese nenhuma. Mas o grupo que não é de risco ele só vai sair se tiver necessidade. Não é porque está livre que pode andar. Estamos vendo casos de jovens também", ressalta.  

Honain ainda lembra que, a partir desta sexta-feira, a secretaria da Saúde vai contar com a ajuda do Laboratório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara para agilizar os resultados de exames em casos de pacientes internados e profissionais da saúde. O resultado ficará pronto em 24 horas.  

"Com a Unesp validada pelo Ministério da Saúde nós temos condições de a partir de agora já vamos fazer a coleta desse material e eles já vão realizar esses exames com uma agilidade muito maior", finaliza.

Lembrando que essas 33 notificações, citadas pela secretária, aguardam resultados de exames do Instituto Adolfo Lutz.

Mais do ACidade ON