Aguarde...

cotidiano

Loja de departamentos é fechada por descumprir decreto

Local estava aberto e recebendo clientes, porém, podia apenas vender em drive thru e delivery

| ACidadeON/Araraquara

Guarda Municipal e Procon visitaram diferentes estabelecimentos nesta quinta (9) (Foto: Divulgação)



Uma grande loja de departamentos foi fechada nesta quinta-feira (9) em Araraquara por descumprir o decreto municipal que determina o funcionamento de serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus. O local, segundo o Procon, estava aberto e recebendo clientes, porém, podia apenas vender em sistema drive thru ou delivery. Caso cumpra o previsto em decreto, a empresa pode voltar a funcionar.

Segundo o coordenador do Procon, Rodrigo Martins, a força-tarefa formada pelo órgão e a Guarda Civil Municipal (GCM) intensificou as ações e visitou estabelecimentos na região Oeste da cidade. Em uma das empresas, uma grande loja de departamentos, foi constatada aglomeração de pessoas para compra e venda de ovos de páscoa, o que não seria permitido para esse tipo de estabelecimento, que não presta serviço essencial.

"Recebemos denúncia de que estavam vendendo ovos de páscoa e as pessoas estavam entrando, o que não é permitido. Indo até lá, nós e a Guarda, nos deparamos com a loja cheia, fila na porta e muitas pessoas saindo com sacolas de ovos de páscoa. Nós orientamos o gerente de que não podia atender assim, que pode através de delivery ou drive thru, exclusivamente dentro do carro, pois não pode descer do veículo para pegar o produto e depois de muita resistência, questionamentos e conversa acabaram cedendo e fecharam", explica.  

PESQUE-PAGUE
A fiscalização também esteve em quarto estabelecimentos de pesque-pague na manhã desta quinta, além de três mercados, uma loja de suplemento, uma lotérica, uma academia, uma mercearia e uma casa de eletrônicos. Nesta operação não foi constatada nenhuma irregularidade. 

MULTA
Há dois decretos em vigor, um estadual e um municipal, que determinam o funcionamento de apenas serviços essenciais. Em Araraquara, o estabelecimento que descumprir a medida pode ser multado em R$ 5.768 e ter o alvará de funcionamento cassado pelas autoridades. A cada reincidência, os valores aumentam, sendo que na quarta vez pode render multa de R$ 57.680. Na última terça-feira (7), a Câmara de Araraquara aprovou que os valores arrecadados com as multas aplicadas em decorrência do decreto deverão ser aplicadas no combate a pandemia da covid-19.

DENÚNCIA
A fiscalização dos estabelecimentos que descumprirem a quarentena por causa da covid-19 é feita pela Guarda Municipal e o Procon. As denúncias podem ser direcionadas para a GCM através do telefone 153, ou da Ouvidoria Geral do Município através do 156. Denúncias de preços abusivos podem ser direcionadas ao telefone 3301 3131 (das 9h30 às 16h30) ou pelo Whatsapp 99701 0120.

Mais do ACidade ON