Aguarde...

cotidiano

Campanha do comércio orienta consumidores sobre a covid-19

Objetivo é conscientizar consumidor sobre o novo normal e medidas de higiene para evitar o contágio da doença

| ACidadeON/Araraquara

Reabertura do comércio Araraquara coronavírus aglomeração (Foto: Amanda Rocha/ACidadeON)


Em meio à pandemia do novo coronavírus, aliado a flexibilização da atividade econômica no município, o Sindicato do Comércio de Araraquara (Sincomércio) faz campanha para conscientizar o consumidor na hora de procurar o setor de comércio e serviços.

Além das medidas adotadas pelas empresas, como redução no horário de funcionamento, fechamento para higienização do ambiente, disponibilização de álcool em gel, restrição de entrada de clientes, a entidade considera essencial que os consumidores tenham consciência sobre o momento.

"Estamos atravessando algumas dificuldades e pedimos a colaboração dos consumidores. Teremos uma campanha para que oriente melhor os consumidores para que não venham sem necessidade, que não tragam crianças, que não venham em grupo de familiares, pois devemos evitar aglomeração e que façam suas compras, mas de maneira mais comedida. Então a gente vai pedir a compreensão para evitar aglomeração e filas", diz Antônio Deliza, presidente do Sincomércio.

Segundo o líder do comércio, a movimentação dos primeiros dias pode ser justificada por uma demanda que estava represada e era algo já esperado pelos lojistas. Apesar de todo o cenário da pandemia, a avaliação do Sincomércio é boa em relação a flexibilização e recuperação da economia na cidade.

"A gente acredita que nos próximos dias vai voltar ao normal, pois muitas pessoas estavam com contas a pagar, coisas represadas que não puderam fazer e estão fazendo agora. Então, acredito que isso vai dar uma acalmada e vamos tentar buscar atender os clientes dentro das regras e da melhor maneira possível", defende Deliza.

Questionado sobre as filas formadas nos diferentes estabelecimentos do Centro, o presidente do Sincomércio afirma que a busca por produtos é enorme e este cenário mostra a importância do funcionamento dos setores de comércio e serviços. Além disso, ressalta que, além do envolvimento do comerciante, é preciso consciência dos consumidores para evitar a proliferação da covid-19.

"Estamos encarando isso de uma maneira tranquila, procurando orientar o consumidor. Estamos trabalhando com 40% da capacidade instalada no comércio e isso reduz drasticamente o número de pessoas. Temos que trabalhar com consciência, aliando a necessidade econômica, com a saúde. Nós lojistas estamos fazendo nossa parte, pedimos aos consumidores que com paciência e tranquilidade venham, para evitar um retrocesso que será danoso a todos", finaliza.

Mais do ACidade ON