Aguarde...

cotidiano

Araraquara segue na fase laranja, com restrições para comércio e serviços

O governador João Dória (PSDB) anunciou nova fase do Plano São Paulo de flexibilização

| ACidadeON/Araraquara

Comércio Araraquara pode funcionar, mas com restrição de horário (Foto: Amanda Rocha/ACidadeON)
 
Atualização 13h10 
Araraquara segue na fase dois, de cor laranja, no Plano São Paulo de flexibilização. O anúncio foi feito no começo da tarde desta sexta-feira (26) pelo governador João Dória (PSDB), que prorrogou a quarentena até o dia 14 de julho.  

Araraquara segue na fase laranja onde é permitido que o comércio funcione em horário restrito. Assim como está hoje. Bares e restaurantes também têm restrições de horário. Salões de beleza e academias, apesar de serem proibidos nesta fase de flexibilização, em Araraquara podem funcionar graças a um acordo da Prefeitura com cada categoria.

Segue proibido aglomerações e o uso de máscaras é recomendado para todos.     

SITUAÇÃO DE ARARAQUARA
Nesta sexta-feira (26), Araraquara confirmou mais 37 novos casos e soma desde março, 861 pessoas contaminadas com o novo coronavírus. Apesar da cidade estar segura no que diz respeito as internações, o isolamento social medido na cidade é muito baixo, sempre menor que 40%.

 
 

Plano São Paulo, Araraquara segue na fase laranja (Foto: Reprodução)

ATENÇÃO 
Para determinar o que pode funcionar na quarentena imposta para conter o novo coronavírus, o Estado criou o Plano São Paulo, um sistema de critérios e cores: fase 1 (vermelha), fase 2 (laranja), fase 3 (amarela), fase 4 (verde) e fase 5 (azul). Sendo a fase vermelha mais restritiva e a fase azul, que permite uma flexibilização maior. 

"Nós vamos anunciar hoje o sexto período da quarentena que começa no dia 29 de junho e vai até o dia 14 de julho. Estamos completando 100 dias de quarentena no próximo dia 1º de julho", afirma o governador João Doria.

Pela nova classificação, a maior parte do estado retorna ou permanece na fase vermelha, a mais restritiva. A cidade de São Paulo e 14 municípios da Grande São Paulo passam para a fase amarela e poderão abrir restaurantes, bares e salões de beleza.

"No interior, como era era esperado, nós temos, sim, uma presença e um crescimento muito importante da epidemia que se traduz aqui tanto no número de casos, como de internações e de óbitos, e é por isso que está sendo feito um trabalho muito grande para o controle da pandemia e pra melhoria da capacidade hospitalar", afirma a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.
  

Mais do ACidade ON